Tomas é, oficialmente, um meia. Mas os números são de atacante. Atuando no Boa Esporte em 2014, o jogador foi vice-artilheiro da Série B, com 15 gols. Agora no Botafogo, o jovem de 22 anos “escolheu” um momento mais do que especial para balançar as redes pela primeira vez: o clássico deste domingo (1º) contra o Flamengo, no aniversário de 450 anos do Rio de Janeiro. O gol foi suficiente para garantir a vitória do Alvinegro por 1 a 0, além dos elogios do “chefe” René Simões.

“Esse jogador fez uma campanha excepcional no Boa Esporte, com 15 gols, e não é comum um meia fazer isso. Ele pertence ao J. Malucelli, e já o conhecia pela Jamaica, quando fui a Coritiba, e ele tinha proposta de São Paulo, que saiu da jogada. Depois de Minas, depois os Emirados Árabes, fiquei muito feliz de ter vindo para o Botafogo. Foram muito corretos. Ainda não demonstrou tudo o que ele pode, porque pode ser mais ainda”, afirmou o treinador.

O próprio Tomas, por sua vez, limitou-se a agradecer a família e amigos, e fazer coro ao capitão Jefferson afirmando que o Botafogo está no “caminho certo”.

“Minha família, meus amigos, todos me dando força. Em um clássico, fazer gol, fico feliz. Temos de pensar só no Carioca, só depois na Série B. Estamos no caminho certo”, afirmou o tímido meia.

O gol salvador veio na marca de 37 minutos. Tomas dominou com liberdade na entrada da área e arriscou de pé esquerdo. A bola beijou a trave novamente, como fizera minutos antes em cobrança de falta de Thiago Carleto. Mas a sorte, dessa vez, vestia branco e preto, e a bola bateu no goleiro Paulo Victor antes de, enfim, entrar.

A vitória recolocou o Botafogo na liderança isolada do Carioca, com 19 pontos em sete jogos. O Alvinegro volta a campo às 18h30 (de Brasília) do próximo domingo, contra o Fluminense, no Maracanã.

Fonte: ESPN.com.br