O Botafogo vê Carlos Alberto como uma das referências em meio aos problemas vividos pelo clube fora das quatro linhas. Entretanto, o camisa 19 ainda busca uma sequência de boas atuações para confirmar o status que recebeu na chegada a General Severiano. O meia surge como uma incógnita por falhar nas chances que recebeu para ser decisivo. O cenário deixa o Botafogo em alerta, já que Carlos Alberto é uma das apostas da alta cúpula alvinegra.

Na derrota por 1 a 0 para o Flamengo, no último domingo, Carlos Alberto foi colocado como titular pelo técnico Vagner Mancini. O meia pouco produziu em campo e caiu ainda mais de produção na segunda etapa, quando sentiu o cansaço. A questão física é um dos problemas do jogador, que acumula lesões em menos de três meses de Botafogo.

As atuações apagadas e as dificuldades para se manter em forma são obstáculos de Carlos Alberto, que é monitorado pelo Botafogo. O clube mantém a esperança de ter o jogador como um líder – papel similar ao de Emerson Sheik – para terminar a temporada difícil com uma posição tranquila no Campeonato Brasileiro e sem sofrimento para escapar do rebaixamento.

A intenção de Vagner Mancini é insistir com Carlos Alberto, para que o meia ganhe ritmo de jogo e possa evoluir. “Carlos Alberto oscilou muito. Ajudou em outros momentos, mas a inatividade está pesando para ele. Mas não tem jeito, temos que dar jogo para ele e esperar ele voltar a ser o jogador que conhecemos”, comentou Mancini.

Anunciado no início de maio pelo Botafogo, Carlos Alberto voltou ao clube como peça importante para dar força e experiência ao meio-campo da equipe. Até mesmo problemas na Justiça foram superados para que o retorno fosse confirmado.

Logo após a estreia contra o Grêmio, o camisa 19 sentiu lesão na coxa esquerda. Esse problema o tirou de ação até a parada do Brasileiro para a Copa do Mundo. O período sem jogos pelo campeonato nacional por causa da Copa-2014 deu espaço para que o jogador se recuperasse com tranquilidade.

Carlos Alberto entrou no decorrer da partida contra o Sport, no retorno do Brasileirão para o clube, e sentiu novas dores musculares para ser baixa contra o Coritiba. Com tempo de recuperação, ele foi titular em clássico com o Flamengo, mas esteve longe de brilhar e segue em busca de ser protagonista.

Fonte: UOL