Sem Jefferson nos próximos três jogos (por causa da seleção), o Botafogo não sabe ainda se conseguirá manter a solidez defensiva. Por outro lado, já sabe que na frente sobra força. Mais ofensivo do Estadual, com 23 gols, o ataque alvinegro garantiu outra vitória — desta vez sobre o Resende, por 3 a 0, no Estádio Nílton Santos.

— O ataque está bem. A briga está sadia e o time vai ganhando. Isso fortalece o Botafogo e o nosso grupo — comemorou Jobson, que voltou a jogar bem e a marcar um gol. — Estou muito feliz. Está sendo uma das melhores fases da minha carreira, porque está saindo um gol atrás do outro (risos).

No embalo de Jobson e dos demais atacantes, o Botafogo já soma 25 pontos e segue em segundo lugar na tabela, atrás apenas do Vasco. Sem compromisso pela Copa do Brasil durante a semana, o time só voltará a jogar no domingo, contra a Cabofriense, em Macaé. Tempo suficiente para René Simões lapidar ainda mais seu ataque.

— Além de ter o ataque mais positivo, eu acho que somos a equipe que mais finaliza a gol no Estadual (são 70 chutes a gol, contra 65 do Flamengo, o segundo maior finalizador) — comemorou o técnico.

A partida deste domingo foi um retrato de como vem sendo a temporada do Botafogo. Após um primeiro tempo com dificuldades para criar, o Alvinegro desencantou no segundo e marcou seus três gols. No Estadual, dos 23 gols marcados pelo time, 17 foram no segundo tempo.

— Quem está ali tem de estar se doando. É uma disputa sadia e o importante é que os três atacantes fizeram gols — disse Pimpão, que voltou após mais de um mês afastado por conta de lesão e também marcou o seu (Tássio completou o placar).

Fonte: Extra Online