Sem dinheiro para investir muito no mercado, o Botafogo começou o ano de 2016 apostando nas categorias de base. Com Ricardo Gomes de volta ao comando, firmando-se após a volta à elite do futebol brasileiro, a comissão técnica formou Emerson Santos, Gegê e Ribamar como titulares.

Outros foram o lateral direito Diego, o lateral esquerdo Jean, o volante Diérson, o meia Fernandes e o atacante Luis Henrique, convocado para as categorias de base da Seleção Brasileira.

A presença dos garotos ganha respaldo com a atuação de alguns veteranos que tomaram a liderança do plantel. Casos do goleiro Jéfferson, dos volantes Aírton e Bruno Silva e até mesmo do recém-chegado atacante uruguaio Juan Salgueiro, que tem marcado sua presença com orientações. Essa química entre atletas jovens e rodados é enaltecida pelos próprios atletas.

“Acredito que o Botafogo está conseguindo fazer algo muito importante em termos de trabalho para esta temporada. Todos estão comprometidos e os mais experientes chegam juntos com os mais jovens. Todos têm uma proposta de trabalho coletivo, de ajuda e isso está dando resultado”, comentou o zagueiro Emerson Santos.

Bruno Silva lembra que o grupo comprou a briga de fazer o Botafogo dar certo. “No começo do trabalho a desconfiança era grande e todos falavam que o Botafogo não ia começar bem o trabalho, montar um time. Estamos mostrando que não é bem assim. Os jovens entraram bem e os mais experientes estão ajudando muito. Esse equilíbrio tem sido fundamental”, declarou.

O grupo agora se prepara para o duelo contra o Madureira no próximo domingo, às 18h30 (de Brasília), no estádio Los Lários, em Duque de Caxias (RJ), pela segunda rodada da Taça Guanabara, segunda fase do Campeonato Carioca.

No treino desta manhã de sexta-feira, na Escola Naval, no centro do Rio de Janeiro (RJ), os jogadores participaram de uma atividade tática e a entrada da imprensa só foi liberada no meio dos trabalhos.

Mas Ricardo Gomes manteve a formação que enfrentou o Fluminense e o time deverá jogar com: Jéfferson, Luis Ricardo, Emerson Santos, Joel Carli e Diogo Barbosa; Aírton, Bruno Silva, Rodrigo Lindoso e Gegê; Juan Salgueiro e Ribamar.

O atacante Luis Henrique não esteve na Escola Naval. Ele ficou em uma clínica particular, acompanhado do departamento médico do Botafogo, para realização de exames de equilíbrio muscular. Segundo o clube uma rotina. Neste sábado os atletas participam de um trabalho recreativo e depois começa o período de concentração para o duelo diante do Madureira.

Fonte: Terra