Um dos maiores críticos do movimento de alguns clubes pela volta do futebol em meio à pandemia do novo coronavírus, Carlos Augusto Montenegro, membro do Comitê Gestor de Futebol do Botafogo, voltou a usar palavras duras. Nesta semana, uma carta foi divulgada pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro pedindo o retorno dos treinos, mas apenas dois clubes não assinaram o documento: Fluminense e Botafogo.

Montenegro enumerou as dificuldades que o Rio de Janeiro e o Brasil tem passado por conta da pandemia, com números cada vez maiores de casos e óbitos e hospitais lotados.

– Vasco, Flamengo querendo voltar de qualquer maneira, a Federação falando que vai comprar teste… Se eles voltarem, vão ter que comprar é respirador, porque não tem mais vaga nos hospitais. Hoje (sábado) foram mais de 700 mortes. Está todo mundo chorando os mortos, não tem condição de enterrar, hospitais lotados. Qual é o significado de ter isso de um lado e os jogadores saindo para treinar? Não existe isso – desabafou Montenegro, em entrevista ao Canal do Nicola.

O dirigente alvinegro foi ainda mais taxativo em relação ao Flamengo, citando a tragédia do Ninho do Urubu no ano passado que vitimou dez jovens atletas rubro-negros.

– Está faltando grandeza ao Flamengo fora de campo. Pelo sofrimento que eles tiveram com a tragédia do Ninho, deveriam estar liderando um movimento, defender a prudência, seguir as orientações das autoridades, mas não… Querem ir contra tudo e contra todos. Vamos ver – disse Montenegro.

‘Futebol não se joga sozinho’

Montenegro fez também críticas à Federação do Rio, relatando as dificuldades que os clubes de menor investimento terão de seguir um extenso protocolo de retomada das atividades.

– Esse pessoal tem que aprender que eles não jogam sozinho. Não adianta o Flamengo treinar, colocar os jogadores vestidos de astronauta, proteção, teste, etc, e o Madureira, o Resende, a Cabofriense e a Portuguesa não ter dinheiro para fazer a mesma coisa. Futebol é esporte de contato. Como vai treinar com distanciamento social? Isso é maluquice, idiotice, chega a ser uma coisa meio homicida, é uma coisa muito séria – finalizou.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do Nicola