Em meio ao processo para se transformar em clube-empresa, o Botafogo criou uma diretoria de transição até a chegada dos investidores. Chamado de comitê executivo de futebol, o grupo foi formado há poucos dias e anunciado pelo clube em nota oficial. Em tese, o presidente Nelson Mufarrej estaria à frente por ter sido o último eleito. Mas isso não passou de uma teoria.

Na prática, no entanto, a história é bem diferente. O ex-presidente Carlos Augusto Montenegro assumiu a liderança de forma natural. Após ganhar ‘carta branca’ de Mufarrej, ele conta com seus homens de confiança e decidem tudo entre eles. Enquanto isso, outros integrantes ficaram deslocados. Inclusive, a decisão de manter o técnico Alberto Valentim e o gerente de futebol Anderson Barros em 2020 foi tomada sem sequer consultar todos os dirigentes do comitê.

Mufarrej parece não ter se importado com a situação, já que aceitou o cargo secundário. O mesmo não aconteceu com o ex-presidente Carlos Eduardo Pereira. Após ser anunciado como um dos integrantes na segunda-feira (9), o cartola decidiu deixar o comitê na terça e focar suas forças ajudando no projeto para transformar o Botafogo em um clube-empresa com ajuda de investidores. Montenegro, por sua vez, segue trabalhando nas duas frentes.

“O Botafogo não precisa de confusão nesse momento. Achei melhor focar no projeto, onde posso ajudar mais. O comitê está agora com pessoas bem entrosadas. Fico na torcida para que tudo dê certo. O foco é e deve ser no projeto, que pode mudar e dar dias melhores ao nosso clube”, disse Carlos Eduardo Pereira ao UOL Esportes.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

O grande objetivo do comitê executivo de futebol é fazer uma limpa no elenco do Botafogo. Dez jogadores em fim de contrato deixarão o clube. Entre eles estão Rodrigo Pimpão e Kieza. Além disso, eles tentam negociar as saídas de Diego Souza e Cícero, que teriam cláusulas contratuais para ficar até o fim de 2021.

João Paulo, por sua vez, recebeu sondagens e tem conversas avançadas com o Besikitas, da Turquia. Porém, ele espera uma oferta de um time dos Estados Unidos, sua prioridade. O fato é que dificilmente ficará no Botafogo no ano que vem.

O time base do Alvinegro para 2020 até o momento é: Gatito; Marcinho, Marcelo, Carli e Lucas Barros; Rickson, Wenderson, Rhuan, Luiz Fernando e Luiz Henrique; Igor Cássio. Os dois únicos medalhões do time são Joel Carli e Gatito Fernández, que podem até mesmo deixar o clube até o início da próxima temporada.

Fonte: UOL