Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

16/05/21 às 11:05 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Vasco
VAS

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

0

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Montenegro, sobre Yaya Touré: ‘Pensando com calma vi que acabou sendo bom não vir para o Botafogo’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Yaya Touré fica perto de assinar contrato com o Botafogo
Arquivo pessoal

O Botafogo já digeriu o fim da negociação com Yaya Touré, que esteve próximo de assinar com o clube, mas optou por fechar com Leven Siano, candidato à presidência do Vasco, caso este vença a eleição para 2021. Em entrevista ao Fox Sports, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro admitiu chateação, porém viu como positivo o desfecho da novela.

– Fiquei muito chateado com a perda de tempo. Foram três meses conversando e negociando, ele todo animado, dizendo que queria encerrar a carreira no Botafogo e ser auxiliar técnico, pedindo apartamento, se mostrando interessado o tempo todo, com proposta lá para ser assinada. Naturalmente diminuímos a velocidade, porque não tem aeroporto, jogo, estádio, nada, com essa pandemia. Fomos surpreendidos pelo vídeo de candidato do Vasco. O papel dele é legítimo, se aproveitou de conhecimento que tem, deve ter rolado luva, fez campanha de marketing excelente. Pegou uma ideia nossa, se aproveitou e se deu bem, nada contra ele. Ao Yaya faltou palavra e caráter, bastava falar que não queria vir, que recebeu proposta melhor. Não foi papel correto, de pessoa com caráter. Depois pensando com calma vi que acabou sendo bom. Ele não está com essa vontade de jogar, com garra, pois se estivesse teria vindo para o Botafogo, não deixado para arriscar o ano que vem. Pudemos conhecer o caráter dele. Ficou chato porque poderia dizer que não queria, mas o assunto já está encerrado. Viramos a página – garantiu Montenegro.

O dirigente explicou que a contratação não representaria despesa ao Botafogo, mas um investimento que se paga.

– Pagaríamos da mesma forma que estamos pagando o Honda. O movimento no sócio-torcedor arrecadou R$ 6,1 milhões de janeiro a março. O custo dele é de R$ 3,4 milhões por ano. Ele já se pagou e deixou mais de R$ 2 milhões para o clube para ajudar a cobrir despesas. O aumento de sócios não só pagaria o salário do Yaya como sobraria para outras coisas. O Botafogo não tem dinheiro, mas está buscando alternativas. Estas negociações são pagas pela torcida, que esta ajudando muito o Botafogo – afirmou Montenegro, que prefere evitar falar sobre outros possíveis nomes.

– Estávamos vendo outros jogadores, mas sinceramente levamos pauladinha na cabeça, resolvemos dar mergulhada, ver o que acontece. Nossa prioridade é a reta final de separar o futebol da parte social, fazer o clube-empresa. Vamos aguardar um pouco. Honda foi um sucesso, Yaya buscamos e levaram embora da gente, não é bom falarmos senão vão levar outra ideia nossa. Vamos segurar um pouquinho – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e Fox Sports

Notícias relacionadas
Comentários