O presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej, negou que tenha assinado um documento contrário ao projeto Clube-empresa. O dirigente foi alvo de rumores depois que a Comissão Nacional dos Clubes (CNC) se reuniu na tarde da última quinta-feira, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Representantes de clubes das séries A, B e C do Campeonato Brasileiro trataram sobre o tema.

O Botafogo é o principal clube, entre os grandes, com o projeto mais avançado sobre clube-empresa, após estudo financiado pelos irmãos Moreira Salles ter apontado a conversão em sociedade anônima como caminho para a solução dos problemas financeiros.

– Isso obviamente não procede. Não assinei documento algum. O Botafogo não assinou documento algum. Relatei à comissão de clubes, durante a reunião, o nosso projeto em curso (SPE), que corre em paralelo e que pode futuramente obter vantagens no projeto do governo – esclareceu Mufarrej.

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, conversou com jornalistas após o encontro e destacou que  a maioria não está propensa a sair do modelo sem fins lucrativos para o empresarial. Haveria, no entanto, um consenso sobre a necessidade de mais tempo de análise sobre o projeto em tramitação no Congresso Nacional.

– O ponto de concordância com os demais foi tão-somente na necessidade de se estudar mais a parte tributária e trabalhista. Eu e os demais membros do Conselho Diretor seguimos plenamente empenhados em realizar o “Projeto dos Investidores” no Botafogo e por um consenso entre os clubes no “clube-empresa” do Deputado Federal Pedro Paulo – completou o presidente.

Fonte: Terra