A Seleção Brasileira terá pela frente um velho conhecido como adversário nesta quinta-feira: Gatito Fernandez. Revelado pelo Cerro Porteño, o goleiro paraguaio atua no futebol brasileiro desde 2014, quando passou a defender as cores do Vitória, da Bahia. O arqueiro passou ainda pelo Figueirense, antes de chegar ao Botafogo, sua atual equipe.

Convocado para a seleção do seu país desde as categorias de base, Gatito é uma das esperanças do Paraguai para o duelo válido pelas quartas de final da Copa América. E não é por menos. O camisa 12 é o segundo goleiro com mais defesas difíceis, tendo realizado quatro intervenções neste nível, de acordo com dados do Footstats. Apenas Wuilker Fariñez, da Venezuela, trabalhou mais vezes, realizando seis bloqueios considerados mais complicados.

Com 11 jogos pelo Paraguai no currículo, esta será a primeira vez que o goleiro enfrentará o Brasil.

GOLEIROS COM MAIS DEFESAS DIFÍCEIS NA COPA AMÉRICA
– Dados do Footstats

1º – Fariñez – Venezuela – 6
2º – Gatito – Paraguai – 4
Alexander Domínguez – Equador – 4
Carlos Lampe – Bolívia – 4
Gallese – Peru – 4
Kawashima – Japão – 4

Fonte: Terra