Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Nome não ganha jogo: Botafogo é o único sem titular que já foi para seleção brasileira

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Ter jogadores da seleção brasileira entre os titulares significa ter a disposição um time competitivo, vitorioso e capaz de brigar lá em cima na tabela, certo? Para o Botafogo não. A equipe faz uma temporada bem acima da expectativa, tendo se classificado às quartas de final da Copa Libertadores na última semana e na 11ª colocação do Brasileiro, podendo chegar ao sexto lugar se bater o Grêmio neste domingo (dependendo de outros resultados também).

Mas por que não é uma verdade a afirmação acima para o Botafogo? Porque os únicos jogadores no elenco alvinegro que já defenderam a equipe canarinho são o goleiro Jefferson e o volante Dudu Cearense e ambos são reservas hoje no time de Jair Ventura.

Os 11 que iniciaram o duelo diante do Nacional-URU, na vitória por 2 a 0, jamais passaram pela seleção brasileira. Tomando aquele jogo como base e excluindo o paraguaio Gatito Fernández e o argentino Carli, os nove brasileiros escalados não têm passagem pela seleção.

Foi praticamente com essa mesma base que o Botafogo superou tantos campeões na atual campanha na Libertadores. Vale lembrar que os alvinegros venceram/eliminaram Colo Colo, do Chile, Olimpia, do Paraguai, Atlético Nacional, da Colômbia, Estudiantes, da Argentina, e agora o uruguaio Nacional.

O Corinthians, líder do Brasileiro e nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, tem Cássio e Fágner, que foram convocados por Tite na última quinta-feira para jogos da eliminatórias. Além deles, Rodriguinho, Jô e Jadson já fizeram parte da seleção no passado.

O Grêmio, vice-líder e adversário do Botafogo nas quartas da Libertadores, teve Luan convocado por Tite, mas fazem parte do time titular de Renato Gaúcho jogadores com passagem pela seleção, como Marcelo Grohe, Bruno Cortez, Léo Moura e Douglas.

O Santos, terceiro colocado no Brasileiro e também nas quartas da Libertadores, tem três jogadores de seleção brasileira no elenco. O volante Renato, o meia Lucas Lima e o atacante Ricardo Oliveira. E há ainda indicações dadas por Tite de que o goleiro Vanderlei será o próximo.

Mas alguns decepcionam

Por exemplo, o Atlético-MG. O time até ganhou o Estadual, mas já trocou de técnico – Roger Guedes foi demitido e deu lugar a Rogério Micale – e foi eliminado da Copa do Brasil e da Copa Libertadores, sua prioridade. No Brasileiro, é o 15º, perto da zona de rebaixamento.

No elenco, nomes como o do goleiro Victor, dos laterais Marcos Rocha e Fábio Santos, do zagueiro Leonardo Silva, dos volantes Elias e Rafael Carioca e do atacante Fred já passaram pela seleção brasileira. Todos eles estiveram em campo como titulares na eliminação para o Jorge Wilstermann-BOL, na última quarta.

O Palmeiras é outro. O time caiu na semifinal do Paulista, foi eliminado nas quartas da Copa do Brasil e nas oitavas da Copa Libertadores, tendo jogado em pleno Allianz Parque, contra o Barcelona-EQU. Já trocou de técnico (saiu Eduardo Baptista e veio Cuca) e vem sendo cobrado. No Brasileiro, está a 15 pontos do Corinthians.

Dos titulares na última quarta contra o Barcelona-EQU, o zagueiro Luan e o atacante Dudu já passaram pela seleção. Mas no elenco há nomes que vira e mexe aparecem entre os titulares e têm o mesmo “pedigree”, como Edu Dracena, Zé Roberto, Michel Bastos, Jean, Fernando Prass e até Felipe Melo, que hoje está afastado.

O drama é parecido ao do Flamengo, time que só decepciona. Apesar do título estadual, foi eliminado na fase de grupos da Libertadores. Está nas oitavas da Copa Sul-Americana, na semifinal da Copa do Brasil e é o quinto no Brasileiro. Mas não empolga. Zé Ricardo foi demitido e Reinaldo Rueda deve ser o técnico.

Dos titulares, Réver, Willian Arão, Diego Alves, Juan, Éverton Ribeiro, Diego e Ederson já passaram pela seleção brasileira.
Mauro elogia organização do Botafogo: ‘Deu um tapa na cara de Atlético-MG, Palmeiras e Flamengo’

Nem lá, nem cá

O São Paulo, na zona de rebaixamento do Brasileiro e que conseguiu a proeza de em 22 dias ser eliminado de Paulista, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana, tem o zagueiro Rodrigo Caio na seleção de Tite, mas o goleiro Renan Ribeiro, o volante Jucilei e o meia Hernanes já vestiram a camisa canarinho.

O Cruzeiro, que é o sétimo no Brasileiro e está na semifinal da Copa do Brasil, tem o trio Fábio, Rafael Sóbis e Thiago Neves.

O Fluminense, que joga apenas a Série A, tendo iniciado a rodada no nono lugar, tem o lateral direito Lucas, o zagueiro Henrique e o meia Gustavo Scarpa com passagens pela seleção.

O Vasco, 12º no Nacional e sem disputar outra competição, tem Luis Fabiano, mas há outros jogadores com passagem pelas categorias de base da seleção.

E, por fim, o Internacional, que disputa a Série B e tenta retornar à elite nacional. O time colorado tem no elenco titular o goleiro Danilo Fernandes, além de Rodrigo Dourado, medalhista de ouro com a seleção sub-23.

Notícias relacionadas
Comentários