Uma eliminação em casa nunca é simples de ser digerida. Ainda mais nos pênaltis. Mas, agora apenas com o Campeonato Brasileiro no calendário, é necessário juntar os cacos e encarar os desafios, que já estão em cima da mesa do técnico Zé Ricardo e companhia: recuperar os lesionados e se descolar da zona do rebaixamento.

O próprio treinador do Botafogo foi quem citou os atuais escopos. E mais: mesmo com a cicatriz da queda na Sul-Americana ainda aberta, se comprometeu a dirigir um time competitivo em prol de uma vaga na próxima edição do torneio continental. Zé falou sobre projeções quando analisava a formação escolhida para tentar eliminar o Bahia.

– Agora é recuperar todo mundo e focar no Brasileiro. Primeiro objetivo é se afastar mais rápido da zona de rebaixamento. Quem sabe voltar à Sul-Americana por vaga direta via Brasileiro. Hoje (quarta) ficou gostinho de frustração, a gente tem time pra buscar essa classificação – comentou Zé Ricardo, em entrevista coletiva após a eliminação no Nilton Santos.

Para se garantir na próxima Sul-Americana, o Botafogo precisará manter o bom momento no Brasileirão, onde vem de duas vitórias e um empate com o antigo líder e está na 12ª colocação – a última que dá vaga ao torneio.

Há muitos clubes próximos ao Botafogo, tanto à frente quanto atrás – está só a quatro pontos do Z4. Contudo, a manutenção de bons resultados só deve ocorrer com um elenco mais encorpado. A aguardar se Gatito Fernández e Jean irão se recuperar por agora e Renatinho, que voltou na última quarta, atuem em grande estilo por mais repertório em campo e paz fora dele ainda em 2018.

Fonte: Terra