Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 00:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

O ‘Engenhão inglês’: Estádio Olímpico de Londres fecha por falhas na cobertura

0 comentários

Compartilhe

Não é privilégio do Rio ver um estádio recém-construído ser precocemente fechado para passar por reparos. Assim como aconteceu com o Engenhão, o Olímpico de Londres também terá de passar por reforma em sua cobertura, segundo informou o jornal britânico “The Guardian”.

Com a injeção financeira necessária para o reforço do teto, a arena erguida para os Jogos Olímpicos de 2012 terá um custo total de mais de 600 milhões libras (R$ 2,3 bilhões), o que equivale quase ao valor de dois Maracanãs — reformado para a Copa das Confederações-2013 e a Copa do Mundo-2014 por R$ 1,2 bilhão.

Além do problema estrutural, o estádio londrino guarda outras semelhanças com a principal estrutura erguida para a realização dos Jogos Pan-Americanos de 2007. O custo inicial da obra na capital inglesa estava orçado em 280 milhões de libras (R$1,1 bilhão), no entanto, mais que dobrou por conta de estouros no orçamento e dos novos ajustes na estrutura.

No Rio, o Engenhão também viu inúmeros aditivos contratuais tornarem uma construção que começou estimada em R$ 87 milhões ser entregue por R$ 360 milhões. As intervenções que ainda estão sendo feitas no estádio carioca — para consertar a estrutura da cobertura que apresentava risco de desabamento em caso de ventos a partir de 63km/hora — deverão custar mais R$ 100 milhões, totalizando R$ 460 milhões.

E não para por aí: assim como na próxima sede olímpica, Londres também teve dificuldade em tornar o Estádio Olímpico um empreendimento sustentável. Após anos de negociação, o West Ham assumirá a gestão do equipamento, por 99 anos. Aqui, a Prefeitura do Rio também só conseguiu fazer com que o estádio virasse um polo de esporte e entretenimento quando acertou o contrato de cessão com o Botafogo, que é responsável por gerir o espaço até 202 7.

Os londrinos esperam entregar o estádio definitivamente em agosto de 2016. No Rio, a expectativa é que o Engenhão, fechado desde março de 2013, volte a ser utilizado ainda no mês que vem. O Botafogo estima que teve perdas financeiras de R$ 45 milhões no primeiro ano em que o estádio ficou interditado para as reformas estruturais.

Comentários