Oswaldo lamenta chances perdidas e alega que Botafogo merecia vencer o Vitória

Compartilhe:

Lodeiro, Rafael Marques, Henrique… Os jogadores do Botafogo viram suas finalizações de frente para o goleiro Wilson irem para fora e o time sair do Barradão nesta quinta-feira com uma derrota por 1 a 0 para o Vitória, pelo Campeonato Brasileiro. O técnico Oswaldo de Oliveira lamentou as chances desperdiçadas e afirmou que não era um jogo para o Alvinegro terminar com a derrota.

– Não jogamos para perder. O Botafogo não deveria ter perdido. Teve as chances mais agudas, claras e convincentes – afirmou.

O resultado aproximou os rivais do Botafogo, quarto colocado, com 49 pontos. Na disputa por uma vaga na Libertadores do ano que vem, o time agora tem seis pontos de diferença para Vitória e Goiás, faltando nove jogos para o fim do Brasileiro. O Alvinegro volta a campo no domingo para enfrentar o Vasco, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O adversário está na zona de rebaixamento, com apenas 32 pontos.

Confira na íntegra a entrevista coletiva do técnico Oswaldo de Oliveira:

Análise

– Foi um jogo em que as duas equipes criaram boas chances. As nossas, mais claras. Cada um usou seu expediente. O Vitória com a velocidade. Nós chegamos várias vezes, mas infelizmente não concretizamos em gol.

Título ou G-4

– O que está mais próximo para nós é procurar permanecer no G-4. Mas mantemos todos os objetivos. Não podemos nos afastar de nada, pois ainda há muito a ser definido.

Falta de pontaria

– Acho que não foi ansiedade. Estava todo mundo equilibrado pelo que pude observar na reação durante o jogo. Infelizmente, não houve precisão. Em duas bolas, achei que o Rafael Marques faria o gol, pois ele normalmente faz e isso não aconteceu. A ansiedade faz parte, mas não foi o principal.

Vitória

– O Ney Franco vem fazendo um trabalho bom aqui. O Vitória perdeu jogadores e lembra o time que iniciou o campeonato com o Caio Júnior, com jogadas bem organizadas. Eles repetiram isso nos três últimos jogos que vi. Nós tentamos e também trouxemos dificuldades, mas não transformamos em gols.

Substituições

– Ele tinha as armas preparadas e conseguiu imprimir mais velocidade quando tirou um articulador e colocou um jogador veloz. Deu outra feição. Nós tivemos presença quando atacamos e só mexemos nos minutos finais.

Botafogo x Vasco

– Cada jogo tem sido assim também. O clássico tem sua importância grande e vamos buscar uma concentração maior e encarar com confiança, pois quem vem do outro lado terá o mesmo espírito.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários