Oswaldo: ‘Casa é o Engenhão, mas adoro jogos no Maracanã’

Compartilhe:

Cada vez mais em casa no ‘novo’ Maracanã, o Botafogo defende neste domingo, às 16h, contra o São Paulo, uma invencibilidade de cinco jogos no estádio. Animado pela classificação às quartas de final da Copa do Brasil, o Alvinegro conta com o apoio da torcida, que já superou a perda de Vitinho, vendido para o futebol russo, para voltar a vencer no Brasileiro e se manter na parte de cima da tabela.

Se não pode ser considerado proprietário do ‘Maior do Mundo’, o Glorioso já se sente como um velho inquilino. Nos cinco jogos que disputou lá, venceu três e empatou dois. O aproveitamento de 73% anima Oswaldo de Oliveira, que quer o time atuando sempre no estádio, enquanto a casa própria estiver fechada para reforma.

“Nossa casa é o Engenhão. O Maracanã é maravilhoso, eu adoro quando a gente joga lá. Mas ainda é muito recente. O fato de a gente nunca jogar no mesmo lugar, tem mexido muito com a nossa equipe. Quanto mais repetirmos o lugar dos nossos jogos, melhor”, disse o treinador, que foi ouvido pela diretoria.

Além da partida de logo mais, o Glorioso disputará outras quatro no Maracanã só este mês, sendo três no Brasileirão: contra Coritiba, Corinthians e Bahia. Pela Copa do Brasil, o clássico com o Flamengo também será lá.
Para manter a invencibilidade no ‘Templo Sagrado’, o Botafogo terá que segurar um São Paulo ainda desesperado, apesar da vitória na última rodada depois de 12 partidas de jejum. O Tricolor segue na zona de rebaixamento, mas Oswaldo de Oliveira não se ilude com a posição do adversário.

“O São Paulo é um timaço. E essa questão de não estar bem muda rápido. Eles já venceram o último jogo. Um time que tem Jadson, Ganso, Luis Fabiano e Rogério Ceni me preocupa muito”, afirmou o treinador, esquecendo que Luis Fabiano, suspenso, não estará em campo. O São Paulo não terá seu matador e o Alvinegro não contará com seu capitão e goleiro, Jefferson. Também cumprindo suspensão, ele dará lugar a Renan.



Fonte: O Dia Online
Comentários