Oswaldo revela: juiz errou e se arrependeu de expulsá-lo (!?)

Compartilhe:

Expulso ainda no intervalo da vitória por 3 a 1 do Botafogo para a Portuguesa, o técnico Oswaldo de Oliveira deu a sua versão sobre o ocorrido na entrevista coletiva que sucedeu a partida. O comandante afirmou que apenas foi tirar os seus jogadores da confusão que se formou após o primeiro tempo, e revelou que o árbitro Alício Pena Júnior reconheceu que se equivocou.

“Eu não entendi nada. Eu fui para tirar os nossos jogadores. Depois parece que ele mesmo reconheceu que não tinha motivos suficientes para me expulsar. O treinador entrar no campo para falar com o árbitro sugere que eu fui reclamar, mas não foi o que aconteceu. Fui conversar normalmente e tirar os jogadores. Ele (árbitro) mesmo reconheceu isso. A minha intenção não foi diminuir o árbitro, eu nunca fiz isso e não vai ser agora que eu vou fazer”, explicou Oswaldo.

Gazeta Press

Oswaldo de Oliveira minimizou as confusões ocorridas durante a vitória do Botafogo sobre a Portuguesa, por 3 a 1
Oswaldo de Oliveira minimizou as confusões ocorridas durante a vitória do Botafogo sobre a Portuguesa, por 3 a 1

O técnico também deu o seu parecer sobre a confusão que aconteceu ainda no primeiro tempo entre o meia Seedorf e o lateral direito Gilberto. O camisa 10 explicou que tentou “proteger” o companheiro de um possível cartão amarelo, e admitiu que deu uma “bronca” em seguida. Oswaldo minimizou o ocorrido, e afirmou se tratar de algo normal em um time “de homens”.

“É normal. Não é um time de freiras, é um time de homens, que às vezes se desentendem, e isso é normal. Depois eles conversaram no vestiário e se acertaram. Eu confesso que eu nem vi, fui informado no vestiário”, concluiu.

Com a vitória deste domingo, o Botafogo voltou à liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 29 pontos conquistados. O próximo compromisso é a partida contra o Atlético-MG, às 21h50 (de Brasília), no Maracanã, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.



Fonte: ESPN.com.br
Comentários