A passagem de Ricardinho pelo Ceará pode estar se encerrando. Ele negocia com o Al-Ettifaq, clube que disputa a primeira divisão do Campeonato Saudita, para a próxima temporada e deverá deixar o Vovô nos próximos dias. O meia tem contrato com o Alvinegro até novembro de 2017. Até o final deste ano, a multa rescisória é de R$1,5 milhão. Em 2016, o valor passa a R$ 3 milhões.

O empresário do jogador, Eduardo Madeira, não confirmou e nem desmentiu a negociação, mas afirmou estar recebendo contato de outros clubes.

“Recebemos sondagens de vários clubes e não está nada fechado. Quanto ao clube árabe, prefiro não me pronunciar”, afirmou o empresário ao O POVO.

Peça importante no esquema de Lisca, Ricardinho já sofreu assédio de outros clubes neste ano, após o Estadual. Na época, o Ceará renovou seu contrato por dois anos. O presidente do Ceará, Robinson de Castro, afirmou, ao fim da Série B, que seria muito difícil segurá-lo para a temporada que vem. “Ricardinho é um jogador de 30 anos de idade. Ele mesmo já pensa em dar um salto financeiro na carreira e é justo. Vamos aguardar. Se ele puder ficar conosco, queremos que ele fique”, encerra o dirigente.

 

Fonte: O Povo