Pacotão do Botafogo: juiz rival, chance incrível perdida e o ‘eu estou aqui’ de Elias

Compartilhe:

O Botafogo tem um objetivo claro nesta reta final de Campeonato Brasileiro: garantir seu retorno à Libertadores pela primeira vez desde 1996. Nesse domingo, uma vitória o recolocaria no G-4. Mas o time de Oswaldo de Oliveira ficou só no 1 a 1 com o São Paulo no Morumbi. A principal chance de garantir a virada saiu dos pés da dupla Seedorf e Lodeiro e integra o pacotão do Bota.

Completam a lista o contra-ataque do São Paulo iniciado pelo juiz, um suposto pênalti de Denílson em Seedorf, o lance curioso envolvendo Marcelo Mattos e Dória, e a comemoração à la Cristiano Ronaldo do atacante Elias. Com 58 pontos, o Botafogo terminou a 36ª rodada na 5ª posição do Brasileirão.

O G-4 ERA LOGO ALI…

Uma vitória no Morumbi levaria o Botafogo de volta ao G-4 do Brasileiro. E a grande chance para conquistar os três pontos veio justo nos pés do craque Seedorf. Aos 39 minutos do segundo tempo, o holandês aproveitou a falha de Denílson e partiu no contra-ataque. Eram ele e Lodeiro contra apenas um defensor. O passe para o uruguaio saiu forte demais. Ele ainda conseguiu cruzar, mas Seedorf teve de se esticar muito e tocou para fora.

assim como cristiano ronaldo

Cristiano Ronaldo foi alvinegro por uma noite. Ou quase isso. Depois de marcar seu gol e empatar a partida no Morumbi, Elias não teve dúvidas. Saiu para comemorar e mandou o recado “eu estou aqui!”. A inspiração foi o craque português, que festejou da mesma forma na vitória por 3 a 2 sobre a Suécia, na terça-feira, resultado que garantiu a classificação de sua seleção para a Copa do Mundo de 2014. O jogador do Real Madrid marcou três vezes na partida.

Pênalti em SEEDORF?

Em  um dos primeiros ataques do Botafogo no jogo, houve um lance polêmico. Após um domínio de craque, Seedorf tentou o cruzamento para a área e Paulo Miranda afastou o perigo. O holandês ficou reclamando de pênalti no contato com o volante Denílson. Para Belletti, comentarista do Premiere FC, foi um lance normal.

– O Seedorf tentou o cruzamento e foi travado. O contato do Denílson não foi suficiente para caracterizar o pênalti – disse o ex-jogador.

JUIZ TRAPALHÃO

Quase que o Botafogo sofre um gol em lance iniciado pelo juiz. Isso mesmo. Foi ainda no primeiro tempo. O volante Renato estava com a bola e tentou um passe pelo meio, mas a bola bateu no árbitro Paulo Henrique de Godoy Bezerra e deu início ao contra-ataque do São Paulo. Aloísio recebeu o passe na frente e foi travado na hora H. 

fogo amigo

Um lance curioso aconteceu aos 32 minutos do segundo tempo. Para evitar um ataque do São Paulo, Marcelo Mattos e Dória acabaram se enroscando na área. Na confusão, o volante chegou a pisar no rosto do zagueiro. Dória chegou a ficar caído por alguns segundos no gramado, mas não precisou de atendimento médico.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários