A paralisação do futebol brasileiro em razão da pandemia do COVID-19 deixou suspensa uma disputa que se desenhava interessante na zaga do Botafogo. Com Marcelo Benevenuto em boa fase e com a titularidade incontestável, Kanu, Ruan Renato e Joel Carli vinham sendo testados como parceiros ideais do camisa 2, sem que o treinador Paulo Autuori tenha chegado a uma definição.

As previsões de que Benevenuto se consolidaria como um dos protagonistas do elenco na temporada 2020 se confirmaram. Aos 24 anos, o zagueiro revelado nas categorias de base do clube foi colocado em situações delicadas em 2019 e correspondeu à altura. O jovem substituiu os então titulares Gabriel e Carli em diversas situações e se tornou um dos destaques da equipe comandada por Alberto Valentim, na reta final do Brasileirão do ano passado. Com a saída de Gabriel para o Atlético-MG, se tornou a referência defensiva da equipe.

Outra cria da base, Kanu , de 23 anos, foi promovido à equipe profissional em 2018. Na atual temporada, já participou de sete partidas e foi titular em seis delas. O jovem leva vantagem na disputa pelo bom entrosamento com o titular Marcelo Benevenuto, desde as categorias inferiores do clube. Os dois atuaram juntos desde a conquista do Brasileiro Sub-20, em 2016, com o treinador Eduardo Barroca. Ao lado de Ruan Renato, no entanto, passa um pouco mais e insegurança. Com Carli, atuou na derrota por 3 a 0 para o Flamengo e nos minutos finais do empate em 1 a 1 com o Caxias-RS, jogos em que o time foi mal coletivamente.

Juventude x experiência

Ruan Renato e Joel Carli, as outras opções para o setor, podem não ter a mesma velocidade da dupla dos jovens zagueiros Benevenuto e Kanu, mas agregam com experiência e espírito de liderança, no caso do argentino.

Contratado no início do ano, Ruan Renato fez três jogos em 2020, dois como titular. Aos 26 anos, o zagueiro foi um dos destaques heroica campanha do Figueirense na última Série B. O zagueiro se destaca pelo jogo aéreo, mas ainda não teve uma atuação convincente.

Um dos nomes mais experientes do grupo, Carli, de 33 anos, tem sofrido com lesões na atual temporada e acabou perdendo espaço na equipe. Em 2020, foi titular nas duas derrotas em clássico do Botafogo no Carioca, para Flamengo e Fluminense. Desde a chegada de Autuori, tem recebido menos chances, mas ainda pode agregar com o espírito de liderança de quem é considerado uma das vozes mais ativas do elenco, além da conhecida garra argentina.

Fonte: Terra