Principal destaque do time ao lado de Lucas nas categorias de base do São Paulo, Jeferson não teve o mesmo brilho do companheiro, hoje no PSG. O apoiador foi negociado ainda na base para o Botafogo, em 2011, mas desde então acumula fracassos. Com moral junto à torcida alvinegra, o jogador jamais correspondeu à expectativa dentro de campo e novamente está fora dos planos do Alvinegro.

Em 2011, o Botafogo empolgou a torcida ao anunciar a contratação de uma joia do São Paulo. Jefferson não aceitou a proposta de renovação do Tricolor e abriu negociação com outros clubes. O Alvinegro foi o que mais mexeu com o apoiador, que assinou contrato com o clube carioca. Logo que chegou, teve algumas oportunidades e o futebol mostrado aumento a expectativa nos botafoguenses.

O problema é que Jeferson jamais conseguia trazer a confiança dos torcedores estar presente também em seus treinadores. Com um jeitão meio displicente nos treinamentos, o apoiador perdia espaço a cada dia. E a falta de oportunidades jamais foi compreendia pelos botafoguenses nas arquibancadas.

Principal joia a ser utilizada, Jefferson viu no ostracismo outros jovens atletas estourarem. Cidinho, Vitinho, Gegê, Sassá entre outros passaram à frente do ex-atleta do São Paulo. O aparente brilhante futuro no futebol jamais se traduziu com a bola nos pés nos profissionais. Mesmo assim, o Botafogo sempre apostava em uma reviravolta nessa história.

Mas Jeferson ficou sem ter oportunidades no Botafogo por três temporadas completas. A falta de ambição incomodou ao clube, que não via o jogador mudar sua postura nos treinamentos. Até que em 2014, o Alvinegro se cansou e passou a emprestar o apoiador sempre que possível. Ele defendeu Oeste e Rio Claro nos Campeonatos Paulistas de 2014 e 2014, respectivamente.

Com dupla nacionalidade, Jeferson teve propostas de time de Portugal há alguns anos. O Botafogo, na época, ainda acreditava no potencial do jogador e recusou. De volta ao Alvinegro após empréstimo, o apoiador mantinha a esperança de ajudar na Série B, mas a comissão técnica já tem um veredicto: fora dos planos, pela quinta temporada consecutiva.

Fonte: UOL