O Fluminense teve mais posse de bola, controlou o jogo e criou mais oportunidades de gol.

Mas não venceu.

O Botafogo soube suportar a pressão e foi extremamente eficiente convertendo em gol dois cruzamentos de Marcinho, pela direita.

Lindoso fez o primeiro gol, Pedro empatou escorando com o peito um cruzamento de Marcos Júnior, e Kieza fez o segundo dos alvinegros.

Partida de muita transpiração, sem virtuosismo, mas com uma entrega contagiante.

Resultado importantíssimo para o time de Alberto Valentim, que mesmo envolvido começa a criar casca.

Sobe na tabela e melhora a autoestima.

Ao Fluminense sobra a certeza de um time vibrante, dono de um estilo próprio e que esbarrou num “monstro” que defendia a baliza alvinegra: Jefferson.

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online