Era tão óbvio que nem precisava de mistério. Na entrevista coletiva de ontem, a única garantia do técnico do Botafogo, Jair Ventura, foi queGilson jogaria na lateral-esquerda, substituindo o suspenso Victor Luis, o único desfalque para o jogo de hoje entre os titulares, já queCarli, Rodrigo Lindoso e João Paulo estão relacionados. Além de ser a única outra opção para a lateral esquerda, Gilson tem a confiança de Jair.

Gilson é o 12º atleta do Alvinegro com mais jogos nesta temporada. São 30 partidas, 16 delas como titular. Ele não está muito atrás de titulares, como Matheus Fernandes (31) e Igor Rabello (32); e até ganha de alguns, como Emerson Silva (22). No entanto, nem chega perto do companheiro de posição, que, com 43 jogos disputados este ano, só perde para Guilherme (46) e Roger (44).

As diferenças nas características de Gilson e Victor são claras. O titular leva clara vantagem na velocidade – é um dos mais rápidos do time, junto com Arnaldo e Rodrigo Pimpão. Até por causa disso, também sabe marcar melhor; embora ofensivo na origem, a velocidade e a raça fazem dele um marcador competente. Nesse quesito, Gilson sai atrás.

Até por ser mais velho (tem 31 anos, contra 24 de Victor), Gilson tem um estilo de mais cadência. Seu modo de atuar é mais de passes e finalizações – até por isso, ele atuou como meio-campo em várias partidas, inclusive pela Libertadores, contra o Estudiantes. Em outros clubes, também já jogou como médio. Tanto ele como Victor Luis têm habilidade com a bola.

Nesta temporada, Gilson já marcou dois gols, o mesmo número que Victor. Os de Gilson foram contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil, e contra a Portuguesa, pelo Estadual.

Números de Gilson nesta temporada:

Jogos: 30

Gols: 2 (contra Atlético-MG, pela Libertadores, e Portuguesa, pelo Estadual)

Partidas como titular: 16

Minutos em campo: 1732

Cartões amarelos: 5

Cartões vermelhos: 0

Fonte: Extra Online