O técnico Paulo Autuori teve uma conversa com Yaya Touré, craque marfinense alvo do Botafogo. Em entrevista ao Esporte Interativo, o treinador revelou o teor do papo com o astro, que pode ser reforço quando o futebol retornar, após melhorar o quadro da pandemia do novo coronavírus.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

– Dentro dessa situação não há entrada nem saída (de jogadores), o momento não permite. Já houve conversa com o Yaya, com o único objetivo de dizer a realidade do Brasil. Não posso admitir que o jogador venha porque venderam imagem extremamente positiva, que não corresponde totalmente à realidade, e depois se lamentar. Ele agradeceu. Qualquer jogador quando fala com treinador sente que há interesse, isso é importante. Falamos um bocado sobre futebol, o que poderia representar a vinda dele, se realmente estava interessado em poder vir. A conversa foi muito boa e interessante. Agradeceu por eu ter sido franco e transparente – explicou Autuori.

Houve ainda uma espécie de recado aos críticos, que não acreditam na possibilidade de o Botafogo trazer outra estrela,

– A torcida do Botafogo tem sido determinante nisso, com o Honda foi igual. Ouvir o treinador falar é legal, mas quando sente a valorização do torcedor, o carinho nas redes sociais, é fundamental. Para se tornar realidade não é fácil. Existiam pessoas que duvidavam da vinda do Honda, desdenharam, e ele veio. Não podemos esquecer que, é indubitável, o Botafogo é um clube gigante, com história riquíssima em termos internacionais e marca muito conhecida – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e Esporte Interativo