Apesar de ter recém-assumido a diretoria do Botafogo, a gestão encabeçada pelo presidente Carlos Eduardo Pereira já recebeu criticas de pessoas importantes do clube. Paulo Cézar Caju, ídolo nas décadas de 60 e 70, se mostrou contrário aos novos mandatários. O ex-jogador ainda afirmou que o treinador René Simões e o gerente de futebol Antônio Lopes não têm identificação com o Alvinegro.

“Não acredito nessa diretoria que foi eleita agora. Dois dirigentes que entraram agora faziam parte do grupo do Maurício (Assumpção). Além disso, na minha opinião, o Botafogo continua retrocedendo. Isso não pode com o Antônio Lopes e René Simões. Eles não têm identificação com o nosso clube”, disse.

Paulo Cézar Caju esteve presente em um evento organizado pelo Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, torcedor do Botafogo. Na ocasião, também estavam presentes Zagallo, Rogério, Roberto, Leônidas, Carlos Roberto, Afonsinho, Nei Conceição, Humberto Redes, Lula Paiva e Adalberto, que receberam homenagens pela conquista do bicampeonato carioca de 1967 e 1968.

Fonte: Futnet