Após um começo animador no Botafogo, Pedro Raul, que convive com lesões neste início de temporada, busca engatar uma sequência e ganhar ainda mais espaço no elenco. Ao mesmo tempo, como opção para o setor o técnico Paulo Autuori tem atualmente apenas alguns jovens jogadores.

Pedro Raúl chegou a General Severiano para ser o dono da camisa 9, após se destacar pelo Atlético-GO no ano passado. O jogador marcou três gols logo nos três primeiros jogos, contra Macaé e Resende, pelo Campeonato Carioca, e Caxias do Sul, pela Copa do Brasil — esse essencial para a classificação à segunda fase da competição nacional.

Porém, o centroavante foi desfalque em alguns jogos por conta de uma lesão na coxa direita. Na ausência de Pedro Raul, como foi no caso do duelo com o Bangu, último antes da paralisação do Carioca, a solução foi o jovem Rafael Navarro, que também esteve no Dragão no ano passado. Igor Cássio, cria das categoria de base do Botafogo, é outra opção no setor.

Durante a janela de transferência do início do ano, a diretoria chegou a buscar um outro centroavante para disputar vaga com Pedro Raul, mas não avançou nas tratativas.

Na última temporada, a posição de “9” foi uma dor de cabeça no Botafogo. A cúpula apostou em Diego Souza, mas não engrenou. No meio do ano, o Alvinegro chegou a um acordo com o San Lorenzo, da Argentina, por Nicolás Blandi, mas não houve tempo hábil para o envio da documentação antes do encerramento do prazo da janela de transferência. Victor Rangel esteve no elenco, mas também não conseguiu apresentar o que era esperado.

Fonte: UOL