Garrincha e Pelé jogaram juntos na seleção por 9 anos e jamais perderam
Garrincha e Pelé jogaram juntos na seleção por 9 anos e jamais perderam

“Com Garrincha e Pelé, o Brasil inicia nesta terça-feira, 12 de julho de 1966, a luta pelo tricampeonato mundial de futebol”. Foi assim, há exatos 50 anos, que a imprensa iniciou a cobertura da seleção na Copa do Mundo, na Inglaterra. Sem nem sequer imaginar que o duelo com a Bulgária, em Liverpool, representava também a última exibição de Garrincha e Pelé juntos com a camisa canarinho.

A maior dupla da história do futebol mundial, que deu ao esporte brasileiro sua grandeza e dois de seus cinco Mundiais, despediu-se com vitória: 2 a 0, um tento de Pelé, no primeiro tempo, e outro de Garrincha, na etapa final. Foi a única vitória nacional na Copa do Mundo de 1966. A dupla deixou o campo de Liverpool sem pompa, sem festa, sem homenagens.

Nunca mais Garrincha e Pelé atuariam juntos em jogos oficiais.

Na partida seguinte pelo torneio, com Pelé machucado, somente Garrincha vivênciou a derrota para a Hungria (1×3), a única dele em jogos pela seleção. Na sequência, o ponta-direita perdeu lugar no time, mas mesmo com Pelé de volta houve novo fracasso. Revés por 3 a 1 para Portugal e eliminação na fase de grupos.

A torcida brasileira chorou a eliminação dos bicampeões mundiais de forma tão precoce e vergonhosa, mas bem que as lágrimas poderiam ter sido pelo fim da dupla Garrincha e Pelé. Eles, que começaram também em duelo contra a Bulgária, em 18 de maio de 1958, numa vitória por 3 a 1, no Pacaembu, despediram-se após 40 jogos, sem jamais perder. Durante esse período foram 35 vitórias e cinco empates.

Pelé tinha 25 anos. Ainda brilharia por mais tempo no Santos e daria o tricampeonato mundial para o Brasil em 1970, no México, antes de pendurar as chuteiras em 1977. Já Garrincha estava com 32 e não exibia o mesmo futebol dos tempos áureos de Botafogo. Tentava recuperar-se no Corinthians. Longe de ter sucesso, ainda jogaria por Flamengo e Olaria até parar de forma definitiva, em 1972.

Em homenagem aos 50 anos do último jogo da dupla Garrincha e Pelé, o ESPN.comseparou algumas curiosidades. Confira abaixo:

ESPN.COM.BR

Os números de Garrincha e Pelé
Os números de Garrincha e Pelé

DUPLA IMBATÍVEL

  • 93,7%
  • De aproveitamento dos pontos. O desempenho da seleção brasileira com Garrincha e Pelé em campo ficava próximo da perfeição. Vale lembrar que naquela época as vitórias valiam dois pontos. Se considerar as regras atuais (três pontos por vitória) o desempenho seria de 87,5% dos pontos. Incrível!!!
  • 3
  • Títulos eles deram para a seleção brasileira entre 1958 e 1966, período em que jogaram juntos. Foram duas Copa do Mundo (1958 e 1962) e uma Taça Oswaldo Cruz (1962), torneio disputado contra o Paraguai e que deixou de existir em 1976.
  • 3
  • Gols em média por jogo teve o Brasil com a dupla. O camisa 10 fez 44 gols (36,3%), enquanto Garrincha fez dez (8,2%). Em cinco ocasiões, Pelé anotou um hat-trick (três gols no mesmo jogo), enquanto o máximo que Garrincha conseguiu foram dois gols em um mesmo jogo. Além diss, dos 40 jogos, apenas em quatro deles é que ambos marcaram gols pela seleção.

SHOW EM CAMPO

  • Multidões
    Garrincha e Pelé nunca jogaram em estádios vazios. Sempre atraíram muitos torcedores. Na seleção não foi diferente. O maior público já registrado foi 143.315 pagantes, em 6 de junho de 1965. Naquele dia, a seleção venceu a Alemanha Ocidental por 2 a 0, no estádio do Maracanã. A maioria dos jogos deles Rio de Janeiro superou 100 mil pagantes.
  • Volta ao mundo
    O Brasil foi o local que mais vezes viu a dupla: 15. Sendo que nove foram no Rio de Janeiro (sempre no Maracanã) e seis em São Paulo (cinco no Pacaembu e uma no Morumbi). Eles ainda jogaram juntos em 11 países diferentes: Argélia (1 vez), Argentina (4), Chile (2), Dinamarca (1), Egito (3), Espanha (1), Inglaterra (1), Itália (1), Portugal (2), Rússia (1) e Suécia (8).
  • Embaixadores
    Visitaram 18 cidades: Alexandria, Buenos Aires, Cairo, Copenhague, Estocolmo, Gotemburgo, Lisboa, Liverpool, Madri, Malmö, Milão, Moscou, Oran, Porto, Rasunda e Viña del Mar. Os adversários contra quem eles mais jogaram foram: Egito (três vitórias), País de Gales (três vitórias); Paraguai (três vitórias) e Portugal (duas vitórias e um empate).

SEM BARREIRAS

  • Para ninguém botar defeito
    Em noves anos de parceria, Garrincha e Pelé jogaram diferentes partidas pela seleção. Fora 27 amistosos (24 triunfos), sete compromissos em Copas do Mundo (seis vitórias e um empate), quatro duelos pelo antigo Campeonato Sul-Americano e dois pela extinta Taça Oswaldo Cruz.
  • Placar raro
    Ver a dupla em campo era sinônimo de ver também gols. Dos 40 jogos pela seleção, apenas três terminaram 0 a 0: Tchecoslováquia, em 1962, Argentina, em 1965, e Portugal, em 1965. A maior goleada foi por 7 a 1 contra o Malmö, da Suécia, em 1960. O placar mais comum: 3 a 1 (seis vezes).

GARRINCHA, PELÉ E OS 40 JOGOS

DIVULGAÇÃO CBF

Garrincha e Pelé jogaram juntos pela última vez há 50 anos
Garrincha e Pelé jogaram juntos pela última vez há 50 anos

18/5/1958, Brasil 3 x 1 Bulgária, Pacaembu, São Paulo – Amistoso
Pelé fez dois gols

21/5/1958, Brasil 5 x 0 Corinthians, Pacaembu, São Paulo – Amistoso
Garrincha fez dois gols – os dois primeiros dele pela seleção

15/6/1958, Brasil 2 x 0 União Soviética, Nya Ullevi, Gotemburgo – Copa do Mundo
Estreia da dupla em Mundiais

19/6/1958, Brasil 1 x 0 País de Gales, Nya Ullevi, Gotemburgo – Copa do Mundo
Pelé fez um gol

24/6/1958, Brasil 5 x 2 França, Rasunda, Solna – Copa do Mundo
Pelé fez três gols

29/6/1958, Brasil 5 x 2 Suécia, Rasunda, Solna – Copa do Mundo
Pelé fez dois gols. Brasil campeão mundial pela primeira vez

21/3/1959, Brasil 4 x 2 Bolívia, Monumental, Buenos Aires – Sul-Americano
Pelé fez um gol

26/3/1959, Brasil 3 x 1 Uruguai, Monumental, Buenos Aires – Sul-Americano

29/3/1959, Brasil 4 x 1 Paraguai, Monumental, Buenos Aires – Sul-Americano
Pelé fez três gols

4/4/1959, Brasil 1 x 1 Argentina, Monumental, Buenos Aires – Sul-Americano
Pelé fez um gol

29/4/1960, Brasil 5 x 0 Egito, Mahmoud Mokhtar, Cairo – Amistoso
Garrincha fez um gol

1/5/1960, Brasil 3 x 1 Egito, Iskanderia, Alexandria – Amistoso
Pelé fez três gols

6/5/1960, Brasil 3 x 0 Egito, Mohamed Hassan Helmi, Cairo – Amistoso
Garrincha fez um gol

8/5/1960, Brasil 7 x 1 Malmö, estádio do Malmö, Malmö – Amistoso
Pelé fez dois gols

10/5/1960, Brasil 4 x 3 Dinamarca, Idräts Parken Copenhague – Amistoso

12/5/1960, Brasil 2 x 2 Inter de Milão, San Siro, Milão – Amistoso
Pelé fez dois gols

16/5/1960, Brasil 4 x 0 Sporting, José Alvalade, Lisboa – Amistoso
Garrincha fez um gol

21/4/1962, Brasil 6 x 0 Paraguai, Maracanã, Rio de Janeiro – Taça Oswaldo Cruz
Pelé e Garrincha fizeram um gol cada um

24/4/1962, Brasil 4 x 0 Paraguai, Pacaembu, São Paulo – Taça Oswaldo Cruz
Pelé fez dois gols

6/5/1962, Brasil 2 x 1 Portugal, Pacaembu, São Paulo – Amistoso

9/5/1962, Brasil 1 x 0 Portugal, Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso
Pelé fez um gol

12/5/1962, Brasil 3 x 1 País de Gales, Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso
Pelé e Garrincha fizeram um gol cada um

16/5/1962, Brasil 3 x 1 País de Gales, Pacaembu, São Paulo – Amistoso
Pelé fez dois gols

30/5/1962, Brasil 2 x 0 México Sausalito, Viña del Mar, – Copa do Mundo
Estreia do Brasil no Mundial do Chile. Pelé fez um gol.

2/6/1962, Brasil 0 x 0 Tchecoslováquia, Sausalito, Viña del Mar – Copa do Mundo
Pelé se machucou e ficou fora dos demais jogos do bicampeonato mundial

2/6/1965, Brasil 5 x 0 Bélgica, Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso
Ano que marcou o retorno de Garrincha para a seleção. Pelé fez três gols

6/6/1965, Brasil 2 x 0 Alemanha Oc., Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso
Pelé fez um gol

9/6/1965, Brasil 0 x 0 Argentina, Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso

17/6/1965, Brasil 3 x 0 Argélia, Municipal, Oran – Amistoso
Pelé fez um gol

24/6/1965, Brasil 0 x 0 Portugal, Das Antas, Porto – Amistoso

4/7/1965, Brasil 3 x 0 União Soviética, Imeni Vladimir Lenin, Moscou – Amistoso
Pelé fez dois gols

1/5/1966, Brasil 2 x 0 Seleção Gaúcha, Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso

19/5/1966, Brasil 1 x 0 Chile, Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso

4/6/1966
, Brasil 4 x 0 Peru, Morumbi, São Paulo, – Amistoso
Pelé fez um gol

8/6/1966, Brasil 2 x 1 Polônia, Maracanã, Rio de Janeiro – Amistoso
Garrincha fez um gol

21/6/1966, Brasil 5 x 3 Atlético de Madri, Santiago Bernabeú, Madri – Amistoso
Pelé fez três gols

30/6/1966, Brasil 3 x 2 Suécia, Nya Ullevi, Gotemburgo – Amistoso

4/7/1966
, Brasil 4 x 2 AIK, estádio Olímpico, Estocolmo – Amistoso
Garrincha fez um gol e Pelé fez dois gols

6/7/1966, Brasil 3 x 1 Malmö, estádio do Malmö, Malmö, – Amistoso
Pelé fez dois gols

12/7/1966, Brasil 2 x 0 Bulgária, Goodison Park, Liverpool – Copa do Mundo
Pelé e Garrincha fizeram um gol cada um

DIVULGAÇÃO/ACERVO CBF.COM.BR

Pelé e Garrincha e a seleção que enfrentou a Bulgária, em 1966
Pelé e Garrincha e a seleção que enfrentou a Bulgária, em 1966

BRASIL 2 x 0 BULGÁRIA
COPA DO MUNDO DE 1966 – 1ª RODADA

Data: 12 de julho de 1966
Local: Goodison Park Stadion, em Liverpool (Inglaterra) Público: 52.487 pagantes
Árbitro: Kurt Tschencher (Alemanha Ocidental)

GOLS: Pelé, aos 15 minutos do 1º tempo, e Garrincha, aos 18 minutos do 2º tempo

BRASIL: Gilmar; Djalma Santos, Bellini, Altair e Paulo Henrique; Denílson e Lima; Garrincha, Alcindo, Pelé e Jairzinho. Técnico: Vicente Feola

BULGÁRIA: Naidenov; Shalamanov, Penev, Kutzov e Gaganelov; Jetchev e Kitov; Dermendjev, Asparukhov, Yakimov e Kolev. Técnico: Rudolf Vytlacil

Fonte: ESPN.com.br