Logo depois do segundo gol do Botafogo, originado pelo lado direito da defesa do Botafogo, sobrou para o contestado Luis Ricardo. O estádio, uníssono, passou a vaiá-lo e a xingá-lo com veemência. Sem entrar em polêmicas, Zé também respondeu a respeito do lateral, opção com a suspensão de Marcinho.

– Não tem crucificação nenhuma quanto os atletas, não é dessa maneira que enxergo o futebol, um esporte coletivo. A visão sempre é coletiva e não individual – frisou o comandante.

O Botafogo, agora, se prepara para enfrentar o Palmeiras, nesta quarta-feira, no Allianz Parque, em duelo pela primeira rodada do returno do Brasileirão.

Fonte: Terra