Eliminado da Copa Sul-Americana após queda para o Bahia, o técnico Zé Ricardo vê um novo quadro no Botafogo. Alguns atletas aproveitaram bem as oportunidades e estão em alta. Outros, no entanto, terão que dar a volta por cima nesta reta final de temporada, caso de Moisés.

O caso mais emblemático é o de Rodrigo Pimpão. O atacante vinha em baixa e com poucas oportunidades no time. Porém, ele foi titular na ausência de Erik, que já havia defendido o Atlético-MG na competição, e correspondeu. Ele marcou dois dos três gols do Botafogo no duelo e recuperou status.

A torcida deixou claro isso ainda durante o jogo. O atacante teve atuação elogiada e o nome gritado no segundo tempo. Pimpão, no entanto, não foi o único que aproveitou a competição para ganhar espaço.

Luiz Fernando já vinha jogando bem pelo Campeonato Brasileiro e manteve o bom nível das atuações. Ele marcou um belo gol e mostrou que a confiança finalmente veio para ficar.

Moisés lidera queda de rendimento

O outro lado da moeda também se faz presente. E os laterais são quem estão no olho do furacão. Moisés, então, vive momento delicado. Ele falhou no gol do Bahia e ainda desperdiçou a cobrança de pênalti decisiva. Marcinho fez partida regular, mas no momento decisivo falhou e foi vaiado novamente pela torcida.

“Muita personalidade os dois, sabem que estavam vivendo momentos difíceis com a torcida, mas são dois jovens. Marcinho foi batedor contra o Vasco na final do Carioca. Eles sempre batem muito bem. Calhou de perderem, faz parte do amadurecimento deles”, lamentou o técnico Zé Ricardo.

Agora, o Botafogo tem pela frente apenas o Brasileirão, campeonato que o time luta contra o rebaixamento. O Alvinegro volta a campo na terça-feira (9), quando receberá o Vasco no Nilton Santos.

Fonte: UOL