O Santos vai protocolar na CBF nas próximas horas um pedido para anular a partida desta quarta-feira, contra o Flamengo, que eliminou a equipe da Copa do Brasil. A alegação alvinegra será de que houve interferência externa no cancelamento de um pênalti marcado no fim do primeiro tempo.

O Peixe vai assegurar que foi um repórter da TV Globo quem avisou ao quarto árbitro que Réver tocou na bola antes de acertar o atacante Bruno Henrique, dentro da área. Alguns segundos antes, o árbitro Leandro Pedro Vuaden havia marcado pênalti – o jogo estava empatado em 1 a 1.

Chamado por Flávio Rodrigues de Souza, que era o quarto árbitro, Vuaden voltou atrás na decisão e marcou apenas escanteio. Para os santistas, Fávio só poderia ter certeza de um lance que ocorreu a quase 40 metros de distância com o auxílio do repórter da Globo, que estava a poucos metros dali.

Além de melar a partida – que terminou com vitória por 4 a 2 -, o Santos também vai exigir uma punição pesada a Vuaden. Para completar, o ofício alvinegro também pedirá à CBF que proíba que os repórteres de campo tenham acesso ao espaço entre os bancos de reserva e o local de trabalho do quarto árbitro, para evitar possíveis contatos.

Fonte: Blog do Jorge Nicola - Yahoo! Esportes