Um clássico que decide vaga para uma final, com toda a rivalidade entre as duas torcidas, disputado fora da capital (em Volta Redonda) e num sábado de carnaval. Ou seja, a partida entre Flamengo e Botafogo, pela semifinal do Carioca, tem todos os ingredientes para, no mínimo, deixar a Polícia Militar em estado de alerta.

Por isso, o policiamento para o jogo, neste sábado, às 16h30, contará com reforços até mesmo da Polícia Rodoviária Federal. Na Via Dutra, que liga o Rio a Volta Redonda, os agentes de segurança vão estar espalhados por vários pontos, principalmente naqueles locais que reúnem lanchonetes e restaurantes.

Ao todo, o efetivo da PM para esse jogo será de cerca de 180 militares – 120 deles do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe), que contará com o apoio também de policiais do 28º Batalhão da PM e da guarda municipal de Volta Redonda.

“De certo modo, a realização dessa partida fora da capital não chega a ser o maior problema. Isso porque, neste sábado de carnaval, a cidade do Rio vai promover em torno de uma centena de blocos, as praias devem estar lotadas e, à noite, tem desfile no sambódromo (escolas do segundo grupo). Portanto, são muitos eventos para o policiamento. Com o jogo em Volta Redonda, vamos estar bem atentos nas estradas, no entorno e dentro do estádio, mas longe dessa mega-agitação”, disse ao Terra o major Sílvio Luiz, comandante do Gepe.

O Maracanã está indisponível para jogos de futebol até 10 de março, em razão da troca de grama. Isso se faz necessário por causa da realização de alguns shows no estádio programados para fevereiro. Quem se classificar do confronto entre Flamengo e Botafogo – o Rubro-Negro leva a vantagem do empate – enfrentará o Boavista na final do primeiro turno do Carioca.

Fonte: Terra