A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na noite de segunda-feira (29), Anderson Clemente da Silva, presidente de uma das torcidas organizadas do Flamengo, a Raça Rubro-Negra. Conhecido como Macula, Anderson estava foragido desde 2012. Ele era procurado por ser suspeito de matar o torcedor do Botafogo Luciano Martins dos Santos, numa briga em Jacarepaguá.

De acordo com a Polícia Civil, agentes da DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) encontraram Macula dentro de um carro estacionado na Praça do Xavante, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O local é ponto de encontro de torcedores integrantes da Raça Rubro-Negra.

Macula já tinha mandado de prisão emitido contra ele desde 2012. A ordem de prisão havia sido expedida depois que pessoas o reconheceram como autor dos tiros que mataram Luciano. Três outras pessoas ainda ficaram feridas no incidente. Foram quem denunciaram Macula.

O presidente da Raça era figura conhecida no Flamengo. O torcedor suspeito de assassinato participava de reuniões de cobranças de jogadores do clube.

Fonte: UOL