A situação na tabela do Campeonato Brasileiro traz dores de cabeça a Zé Ricardo, que não vê o Botafogo engatar uma sequência de resultados positivos e já fala em “se afastar da zona perigosa”. No entanto, desde a estreia de Erik, há três rodadas, o técnico tem contado com atuações decisivas de seus pontas.

No recorte das três últimas partidas, Erik e Luiz Fernando foram os extremos do time de Zé Ricardo. Antes do meia-atacante cedido pelo Palmeiras chegar, Valencia e Rodrigo Pimpão vinham sendo as opções para o lado esquerdo do treinador, que sempre apostou em Luiz Fernando. O fato é que, o que se via, por diversos motivos, era uma inconstância pelos lados – um problema crônico e sublinhado em toda a temporada, diga-se.

Pela direita, Erik ainda não foi às redes, porém tem dado conta na função, inclusive com assistência contra o Cruzeiro, e sequer foi substituído por Zé. Já Luiz Fernando, pela esquerda, foi quem recebeu o passe de Erik e marcou diante da Raposa, ratificando a boa fase. A dupla certamente chega mais confiante para o próximo compromisso do Alvinegro, cujo adversário será o Fluminense, neste domingo, no Maracanã.

– Todo atacante trabalha para fazer gol, ajudar o Botafogo. O gol dá moral para mim e traz mais confiança para seguir ajudando o time – comentou Luiz, na zona mista depois do empate em 1 a 1 com os mineiros.

Por outro lado, Pimpão parece ter ficado para trás na corrida, pois, pela primeira vez, contra o Cruzeiro, não foi acionado por Zé Ricardo. O já citado Valencia e os garotos Ezequiel e João Pedro são outras opções, mas que não conseguem emplacar no Glorioso.

Portanto, será essencial que Erik e Luiz Fernando sigam em alta para cativarem todo o time, e o Botafogo se afaste de vez da parte inferior da tabela.

Fonte: Terra