Cruzeiro e Botafogo já deixaram acertados os detalhes da transferência de Bruno Silva. Depois de vários encontros entre as diretorias, a cúpula do clube carioca aceitou embolsar em janeiro os R$ 4 milhões referentes à venda de 40% dos direitos econômicos do jogador, que completou 31 anos em agosto.

Além da importância financeira, o alvinegro carioca receberá 40% dos direitos de Roni, de 22 anos, como compensação. Em 2017, o jovem jogador vestiu a camisa do Albirex Niigata, do Japão, e marcou sete gols em 32 partidas na J1-League. A equipe, no entanto, acabou rebaixada ao encerrar a competição em penúltimo lugar, com apenas 28 pontos em 34 jogos. Atacante “de beirada”, Roni também se destacou pelo Náutico na temporada 2016, quando balançou a rede 14 vezes em 51 apresentações. A Raposa terá direito a 40% do valor em uma eventual venda futura.

Agora, o Cruzeiro aguarda o aval da Ponte Preta, que detém os 60% restantes dos direitos econômicos de Bruno Silva, para oficializar o negócio. Segundo o empresário Carlinhos Sabiá, a direção da Macaca pediu uma compensação, que pode ser tanto financeira quanto de jogadores. Nesse cenário, a Raposa ficaria com a totalidade “passe” do volante.

O plano da diretoria celeste é ceder à Ponte jogadores que não serão aproveitados no elenco do técnico Mano Menezes em 2018. Como os dois clubes têm boa relação, as conversas devem caminhar para um desfecho positivo. Nos últimos anos, o Cruzeiro emprestou ao time de Campinas jogadores como os laterais-esquerdos Gilson e Breno Lopes, o zagueiro Douglas Grolli, o volante Eurico e o atacante Hugo Ragelli.

Assim que tudo estiver resolvido, Bruno Silva vai assinar contrato de três anos com o Cruzeiro. O jogador já tinha o desejo de deixar o Rio de Janeiro para ficar mais próximo dos familiares, que residem em Honório Bicalho, distrito de Nova Lima.

Bruno Silva começou a carreira no Villa Nova, em 2005. Ele atuou por times do interior de Minas antes de passar por Avaí, Bahia, Ponte Preta, Atlético-PR, Chapecoense e Botafogo. Um dos destaques do alvinegro em 2017, o volante jogou 60 partidas e marcou nove gols. De estilo aguerrido, é considerado líder no elenco alvinegro e se destaca pela entrega em campo. Por causa da forte pegada, levou 18 cartões amarelos e dois vermelhos nesta temporada.

Se for contratado, Bruno Silva brigará por posição com Robinho no Cruzeiro. Apesar de também atuar como volante, o jogador prefere ocupar o lado direito da linha de três meias, dando apoio ao ataque e auxiliando o lateral na defesa. O Cruzeiro priorizou sua contratação, pois Robinho tem sofrido com lesões nesta temporada e precisa de um concorrente à altura.

Fonte: Superesportes