A dificuldade do Botafogo em vencer pelo Campeonato Brasileiro tem deixado o clube alerta quanto à possibilidade de rebaixamento. E, neste sábado, pela 21ª rodada, a oportunidade do time de Zé Ricardo é a ideal para voltar ao caminho de vitórias, um resultado que não aparece há cinco jogos. O desafio será contra o desesperado Sport, às 21h (de Brasília).

O discurso do presente é o de “ganhar ou ganhar”. E, se o Botafogo se amparar ao passado, mais precisamente ao retrospecto recente contra o Leão, vai constatar que, nas oito últimas partidas diante dos pernambucanos, não perdeu, além de vencer quatro deles.

No entanto, a questão que vem à tona é: em qual exemplo os cariocas vão se apegar, levando em conta que a última derrota para o Sport, aumentando o recorte, se deu em julho de 2014, também returno do Brasileirão, com golaço do meio da rua de Neto Baiano no jovem Andrey, em fatídico ano no qual, o torcedor se lembra, foi rebaixado para a Série B.

E é bom sublinhar: nem oito, nem 80. Independente do resultado que vier nesta noite, em relação fria com a tabela, nada será decidido. O fato é que o Botafogo, conforme salientado pelo volante Jean, que deve seguir como titular com a lesão de Rodrigo Lindoso, não pode pensar em perder para um adversário direto atrás e que também está perigando entrar no Z-4. Enfim virar chave e mudar o cenário no returno são os escopos alvinegros.

– Jogo contra o Sport tem duas opções: vencer ou vencer. Pensamos nos objetivos que temos na temporada, temos que somar os três para enfim virar a chave e começar o segundo turno com o pé direito, tirando essa derrota com o Palmeiras – disse o volante.