Bah, tchê! O Botafogo inicia neste domingo, em Porto Alegre, a sua caminhada no Campeonato Brasileiro. E as terras gaúchas trazem boas recordações da temporada passada, quando o Glorioso esteve 100% enfrentando Internacional e Grêmio, sendo este último o rival da noite, às 19h, em sua Arena.

Foi na própria casa gremista que o time de Jair Ventura garantiu a classificação para a Libertadores, derrotando o rival com gol do volante Bruno Silva, um dos titulares confirmados para hoje. No jogo com o Inter, Ricardo Gomes ainda era o técnico. Mas um novo triunfo, por 3 a 2, na estreia de Camilo, então decisivo, com gol e assistência.

Até os jogos do Rio de Janeiro o Alvinegro se deu melhor, com triunfos diante da dupla gaúcha nos jogos na Ilha do Governador. Mas agora é uma nova história. E, sem o Inter na Série A, o Botafogo disputará nesta noite sem único jogo no Rio Grande do Sul no campeonato. Seria um repeteco de 2016?

– Respeitamos e sabemos da qualidade do Grêmio. Vamos ver como eles veem. Nossa equipe vai com a força máxima, mas sem correr riscos de jogadores que estão se recuperando de alguma lesão. Como o outro jogo é quinta-feira, teremos um tempo de recuperação maior. Quem estiver bem, vai poder jogar – ponderou, ainda fazendo mistério, o técnico Jair Ventura.

PRIMEIRO DUELO RENATO X JAIR:
No confronto contra o Grêmio, no ano passado, os titulares do rival ganharam férias antecipadas, assim como o técnico Renato Gaúcho. Até por isso, o comandante alvinegro acabou não tendo pela frente o outro treinador, que também é ex-jogador do Botafogo. Agora, Jair Ventura comemora a oportunidade de ter pela frente um adversário reconhecido como Renato.

– O Renato foi um grande jogador, que quando eu era mais novo gostava muito. Era um ponta direita, como meu pai. Conquistou títulos, um artilheiro… gostava muito. E como treinador não tem o que falar, conquistando títulos… será legal enfrentar um grande nome do futebol. Para a gente que é jovem, sempre é legal. Eu, que sou jovem, vou fazer questão de me apresentar para ele e parabenizar pelo título do ano passado. Uma pessoa que eu admiro bastante e será legal enfrentar – respondeu, entusiasmado, o comandante do Botafogo.

Fonte: Terra