O prazo para o pagamento de duas parcelas do Refis venceu no dia 30, mas o Botafogo segue otimista quanto à participação no programa de refinanciamento de dívidas fiscais.

O clube deve cerca de R$ 8 milhões e espera que a Procuradoria da Fazenda Nacional aceite como pagamento receitas de TV, que somam R$ 10 milhões e estão bloqueadas desde julho.

O presidente Carlos Eduardo Pereira tem utilizado o diálogo para tentar amenizar a crise financeira. A volta ao Ato Trabalhista mostra que a nova postura tem conseguido bons resultados.

Fonte: O Dia Online