Um dia diferente de entrevistas da Seleção brasileira. Os tetracampeões brasileiros Mauro Silva e Taffarel foram responsáveis por mais de 30 minutos de perguntas e respostas descontraídas e sinceras. Os ídolos do futebol brasileiro não fugiram das perguntas.Taffarel, por exemplo, quando questionado sobre a situação de Jefferson em três partidas em que o Brasil sofreu gol em todas: contra o Peru e uma falha na defesa contra a Colômbia em jogada aérea e contra a Venezuela.

O jogo de sábado promete mais bolas lançadas à área do Brasil, e o goleiro Taffarel diz que Jefferson já está pronto para ir. “Com certeza, a gente já está com análise toda do Paraguai e sabe que o ponto forte do Paraguai é essa bola alta, até porque tem jogadores altos e, quando para dentro da área, eles são perigosos. A gente sabe também que tem esses zagueiros nossos que são bons na bola alta e defensiva e o Jefferson vai fazer um trabalho a partir de hoje, vai fazer um cruzamento, se não for hoje vai ser amanhã lá em Concepción; justamente por isso, né? Na última partida, vi o Jefferson bem solto na saída de bola alta, isso ajuda bastante, mesmo que não seja para pegar firme essa bola, dar um soco,  isso aí ajuda muito a defesa. Então eu vejo que tem um bom entrosamento entre o Jefferson e a defesa nesse sentido. A bola que ele conseguir sair, ele tem que sair todas, justamente para ligar”.

Se o jogo entre Brasil e Paraguai terminar empatado vamos direto para as disputas do pênalti. Taffarel vai tirar os próximos dias para exigir de Jefferson, goleiro do Botafogo, que está em grande fase e já defendeu, inclusive, a  penalidade de Messi nos últimos amistosos da Seleção Brasileira. Vamos ver como ele vai se comportar no sábado em Concepción, às seis e meia da noite, quartas de final.

Fonte: EBC