O presidente da Ferj, Rubens Lopes, aproveitou a festa de premiação do Carioca para exaltar o Estadual. Além de citar a audiência que a competição teve na televisão, o dirigente argumentou que os clubes não tiveram prejuízo com as partidas.

A conta de Rubinho levou em consideração as cotas de TV pagas pela Globo aos clubes e não apenas os borderôs. Estes, sim, mostraram despesas maiores que as receitas. Mas o dirigente fez questão de citar que a análise com o dinheiro da TV é “imparcial”.

– Todos os jogos, sem exceção, foram superavitários para todos os clubes, dentro de uma análise correta e imparcial, quando não deixam de ser consideradas as receitas inerentes e próprias a cada uma das respectivas partidas – disse o presidente da Ferj.

Rubens Lopes se valou dos dados da audiência da Globo e do público recorde no Maracanã nesta temporada.

– Temos a demonstração de pujança. Os motivos de comemoração vão além do que eu posso enumerar – disse Rubinho, que emendou:

– Os clubes superaram campanhas ações e situações adversas, intromissões alheias e anômalas, palpites desajustados e profecias apocalípticas.

Fonte: Terra