O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, confirmou que vem conversando com a diretoria do Botafogo para a utilização do Estádio Nilton Santos. O time rubro-negro usará o local contra o Madureira, pela Taça Rio, e River Plate (ARG), pela Libertadores, mas acordos futuros não são descartados pelo mandatário do Fla.

Recentemente, o Botafogo não permitiu que o Nilton Santos fosse o estádio da final da Taça Guanabara, entre Flamengo e Boavista, depois de Vinicius Júnior ter comemorado o gol na semifinal, diante do time alvinegro, com o gesto do ‘chororô’.

– Acho que não é de interesse de nenhuma das partes que haja hostilidade. Os dois clubes estão se entendendo. Se Conseguirmos chegar a um bom termo para todos… Conseguimos marcar os jogos contra Madureira e River lá, mas as conversas são permanentes. Por enquanto, só fechamos esses dois, mas é bom se ressaltar que está tendo boa vontade das duas partes – disse, em entrevista à Rádio Globo.

Bandeira de Mello ressaltou ainda que mantém a intenção de o Flamengo poder voltar a usar o Maracanã.

– Acho que, independentemente de qualquer coisa, da situação do Maracanã, do acidente na Ilha, é uma obrigação dos clubes que haja um entendimento. Estamos conseguindo isso. Com o Fluminense, já vínhamos conversando, com a nova administração do Vasco, e, desde o ano passado, uma boa vontade com o Botafogo. Não vejo motivo para que não se entendam. Espero voltar a ter o Maracanã. Espero que não tenha Festa Junina lá, agora. Depois dessa fase de Carnaval e shows de eletrônico, sertanejo, que possamos voltar a ter jogo lá – afirmou ele, que completou:

– Gostaria que tivesse, finalmente, o edital para o Maracanã.

Fonte: Terra