Como se não bastasse o resultado ruim dentro de campo com o empate em 1 a 1 frente ao Barra Mansa, nesta quarta-feira, o Botafogo se vê em meio a um problema interno. Após a partida, o vice-presidente de futebol do clube, Antonio Carlos Mantuano, cobrou o elenco de forma veemente no vestiário do Estádio Rualino de Oliveira. Alguns jogadores se posicionaram contra o dirigente, que fora então retirado do local pelo gerente de futebol Antônio Lopes e por um segurança.

Nesta quinta-feira, o presidente Carlos Eduardo Pereira comentou a situação. Para o mandatário do clube, a cobrança de um vice de futebol é natural e o ocorrido após o empate não irá interferir na harmonia do grupo.

— Eu vejo essa situação com normalidade. O resultado foi diferente do que nós esperávamos. Podem surgir eventuais discussões, mas nada que fere a harmonia que existe dentro do grupo do Botafogo. Não fere, principalmente, a confiança que temos no grupo — cravou o presidente à Rádio Brasil.

Horas após o entrevero, Pereira conversou com Lopes e Mantuano para saber do ocorrido. O presidente disse que ambos já pensam no futuro do Botafogo, com o caso ficando no passado:

— Conversei com ambos e não ouvi nada relacionado ao caso. Nada que altere ou tenha alguma repercussão no dia a dia. Nosso foco é o clássico no domingo, a continuação no Estadual e na Série B. São acidentes de percurso. Temos total confiança na nossa recuperação. Ainda acreditamos que o resultado final será bom para o Botafogo.

Pereira disse não ver problemas em dirigentes comparecerem ao vestiário dos jogadores antes e depois das partidas.

— Não se pode evitar que o vice-presidente de futebol e o presidente do clube tenham acesso ao vestiário. Isso me parece um exagero. Não há qualquer tipo de veto no acesso. Portanto, o que ocorreu foi dentro da normalidade. O resultado negativo deixou todos aborrecidos. Isso é normal. Mas já é um fato do passado — decretou.

O Botafogo retoma suas atividade nesta quinta-feira no Estádio Nilton Santos. Com 29 pontos, o Alvinegro pode perder a liderança nesta quinta caso o Vasco vença o Boavista.

Fonte: Extra Online e Rádio Brasil