No início da tarde desta terça-feira (14/04), o Presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, se reuniu com o Presidente da FERJ, Rubens Lopes e Marcelo Campos Pinto responsável pela televisão para sugerir a mudança de local da semifinal do Maracanã para o estádio Nilton Santos. O alvinegro apresentou as condições necessárias com um laudo do Corpo de bombeiros garantindo segurança para um público de até 25 mil torcedores. O seu pedido foi atendido. A parte que mais pesou na decisão do clube foi a financeira.

Carlos Eduardo Pereira conversou com à Super Rádio Tupi e falou da importância do jogo ter sido transferido para o antigo Engenhão.

Questão Financeira – Sem dúvida, isso também contribuiu no resultado da partida do último sábado, quando o Botafogo trouxe para os seus cofres apenas 64 mil reais, em uma renda de mais de 600 mil. É um momento onde os clubes precisam realizar um trabalho profissional sério, cumprir obrigações. É triste levar apenas 64 mil reais em uma semifinal. A principal alternativa que apresentamos foi levar o jogo para o estádio Nilton Santos.

Questão técnica – Temos que nos impor desde o primeiro tempo, não só pela presença do nosso estadio, mas vamos ter nossa torcida. Precisamos demonstrar que ali é nossa casa e contamos com a proteção do nome Nilton Santos, isso fará toda a diferença para o botafoguense.

Final do Campeonato Carioca – Eu acho que às finais têm um outro apelo de público e indiscutivelmente é um apelo que supera a nossa capacidade de 25 mil pagantes. Em principio ás finais acontecerão no Maracanã, tenho plena confiança que vamos estar na final.

Fonte: Site da Rádio Tupi