Os problemas financeiros e políticos do Botafogo têm feito com que os obstáculos dentro de campo sejam colocados em segundo plano. Vágner Mancini reconhece que esta é uma das dificuldades com a qual tem aprendido a conviver. Sem receber salários há três meses, e com promessa de pagamento de um mês amanhã, o técnico levará seus jogadores a campo hoje, às 16h, contra o Atlético-PR. No ano passado, uma briga com o presidente do clube paranaense abreviou sua passagem pelo agora rival. Foi uma lição sobre os bastidores do futebol. Agora, os ensinamentos são outros.

— Não tenho dúvida alguma de que tem sido um aprendizado muito grande conviver com este time — afirmou o treinador. — Hoje, felizmente ou infelizmente, tenho que atuar em outras áreas. Isso dá uma bagagem diferente, você aprende muito. Em pouco tempo, ganhamos o respeito e a proximidade dos atletas.

Na Arena da Baixada, os jogadores encontrarão arquibancadas vazias, devido à punição pela briga que envolveu torcedores do Vasco no Brasileiro do ano passado. Em campo, prometem mostrar a verdadeira cara de um time que se forma em meio aos problemas e que, segundo Mancini, pode ser mais ofensivo do que o torcedor se acostumou a ver.

— A gente pode e deve jogar dessa forma, mesmo que não deixe de marcar. O futebol moderno pede isso. O que eu disse ao jogadores é que uma vitória faz com que se valorize o empate contra o Cruzeiro. Vai mostrar superação e entusiasmo para melhorar mais — destacou o técnico. — Em alguns jogos, o time pecou pela (falta de) imposição diante de adversários. Jogamos e deixamos jogar. Temos que ser um time mais maduro. Aos poucos, estamos chegando perto do que podemos apresentar.

Carlos Alberto vira dúvida

Hoje, o time terá a volta de Aírton. Bolatti, titular nos últimos 11 jogos, foi para o banco. Gabriel reconquistou sua vaga no setor. Ontem, em treino no Engenhão, Carlos Alberto machucou o tornozelo direito em divida e será avaliado momentos antes do jogo. A expectativa é que ele siga no time, ao lado de Edílson no meio-campo. Regularizado, o meia Ramírez começará no banco de reservas, mas tem grandes chances de entrar no segundo tempo.

Atlético-PR x Botafogo

Atlético-PR: Weverton, Mário Sérgio, Cléberson, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Otávio e Marcos Guilherme; Cléo (Bady), Marcelo e Douglas Coutinho.

Botafogo: Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Júnior César; Aírton, Gabriel, Edílson e Carlos Alberto; Rogério e Emerson.

Juiz: Jean Lima (RS).

Local: Arena da Baixada

Horário: 16h.

Transmissão: Rede Globo e Premiere e Rádio Globo.

Fonte: O Globo Online