R. Marques: ‘Sabíamos a importância de jogar bem e convencer’

Compartilhe:

O empate em 2 a 2 com o Atlético-MG, quarta-feira, no Independência, e a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil tiveram um significado especial para os jogadores. Depois da saída de mais um titular, no caso Vitinho, a qualidade do elenco do Botafogo foi colocada em dúvida.

Os questionamentos aconteceram justamente diante de um dos times mais fortes do país e em seu estádio, onde dificilmente não vence. O clima criado para o confronto fez os jogadores do Botafogo se unirem ainda mais para mais uma prova de qualidade.

– Era uma questão nossa. A gente sabia da importância do jogo, da classificação, de jogar bem e convencer. Todos falaram que a equipe do Botafogo não teria mais a mesma identidade depois da saída do Vitinho. Mas mantivemos essa identidade e conseguimos a classificação – afirmou Rafael Marques.

O Botafogo chegou a ficar duas vezes em desvantagem no placar, mas poderia perder por um gol de diferença. Ainda assim deu sempre a resposta para manter uma certa tranquilidade durante o confronto.

– Não foi a primeira vez que isso aconteceu. Só contra o Atlético-PR, não reagimos (derrota por 2 a 0). Tivemos uma postura tranquila como sempre fazemos. Foi uma bela partida, com clima de Libertadores e ficamos feliz por convencer. Quem entrou, está dando conta do recado e espera que possa acontecer até o fim – disse o atacante.

Mesmo com o bom resultado, Rafael Marques evita qualquer deslumbramento para a sequência do trabalho. Em segundo lugar no Campeonato Brasileiro, o Botafogo joga domingo, contra o São Paulo, no Maracanã.

– Tem que manter o pé no chão. A gente sabe que vive um bom momento, jogando bem, mas o campeonato é longo, com uma pegada grande. É jogo atrás de jogo e precisamos nos manter focados para chegar em nosso objetivo – comentou Rafael Marques.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários