O Botafogo deu início a montagem do elenco profissional de futebol para a temporada 2020. E o primeiro reforço anunciado pelo clube, na última sexta-feira, o lateral-esquerdo Guilherme Santos, chega com o aval de um ídolo alvinegro. O jogador de 31 anos atuou em 2019 pelo Paraná Clube, equipe que conta o ex-meia Lucio Flavio, ídolo no Glorioso entre os anos de 2006 e 2010, como auxiliar técnico. O antigo dono da camisa 10 conversou com o LANCE! sobre o que esperar do atleta. Segundo ele, o espírito aguerrido de Guilherme tem tudo para conquistar o torcedor.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

– O Guilherme Santos foi um dos principais destaques do Paraná esse ano. É um jogador que participou de grande parte dos jogos na temporada. O Paraná fez 51 jogos e ele participou de mais de 80% deles. É um jogador que leva vantagem sobre os rivais pelo aspecto físico, um lateral com características ofensivas. Ele tem uma boa qualidade técnica, é um jogador aguerrido, que não gosta de perder. Vai ser um jogador bem interessante para o Botafogo ao longo dessa temporada – disse Lucio.

Apesar da distância o ex-jogador ainda mantém um vínculo afetivo com o Botafogo e, sempre que pode, acompanha os jogos do clube carioca. Para ele a chegada de Guilherme Santos vai suprir uma posição em que o clube teve dificuldades em 2019. Gilson e Yuri, os dois laterais-esquerdos mais utilizados no ano, não tiveram os contratos renovados e o único atleta da posição atualmente no elenco era Lucas Barros.

– Acompanhei bastante o Botafogo neste temporada. Além de encaixar no orçamento do clube neste momento, o Guilherme atua em uma posição em que é difícil encontrar bons jogadores. Hoje, quem tem um bom lateral dificilmente se desfaz dele. Acredito que vai ajudar bastante porque foi uma das posições em que a equipe teve dificuldades, pelo que pude observar.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

Semelhanças com Gabriel

A experiência e o espírito de liderança são outros fatores vistos pelo ex-jogador como aspectos positivos no reforço alvinegro. Lucio vê chances do jogador cair nas graças da torcida, como ocorrido com o zagueiro Gabriel, este ano.

– Vi que um atleta que se identificou bastante com a torcida foi o zagueiro Gabriel. O Guilherme talvez tenha características parecidas porque é um jogador competitivo e de muita entrega. Tem muita força física e dificilmente fica fora dos treinos e jogos. É um jogador que já passou por muitos clubes, inclusive no exterior, então consegue exercer uma liderança sobre os atletas jovens – explicou.

Lucio Flavio anunciou a aposentadoria dos gramados em janeiro de 2018. Em outubro do mesmo ano, retornou ao Paraná com a função de auxiliar técnico. O ex-jogador também é ídolo na Vila Capanema pela passagem de destaque nos anos 90, no início da carreira, e depois pelo retorno, entre 2012 e 2015. O Tricolor terminou a Série B em sexto lugar, com 56 pontos e não conseguiu o acesso à elite do futebol brasileiro.

Histórico de polêmicas

A personalidade forte de Guilherme Santos, citada por Lucio Flavio, também já foi motivo de alguns episódios polêmicos na carreira do jogador. Em 2012, quando atuava pelo Figueirense, Guilherme discutiu com técnico Hélio dos Anjos no vestiário. No desembarque da equipe em Florianópolis, após derrota de 4 a 0 para o Grêmio, ele saiu acompanhado por um segurança, separado dos companheiros.

Em dezembro de 2015, o lateral-esquerdo foi detido na Bahia por desacato à autoridade. Dois anos depois, já no Fortaleza, foi afastado do elenco principal em razão de um desentendimento com o atacante .

Fonte: Terra