O técnico René Simões fez um alerta ao atacante Jobson e deixou claro que não vai tolerar problemas extracampo do jogador no Botafogo. Em entrevista à rádio Bradesco Esportes FM Rio, o novo comandante do Fogão disse que o atleta precisará se adequar ao seu trabalho no clube.

Será a segunda vez em que René será técnico de Jobson. Na primeira, em 2011, o treinador chegou a afastar o atacante no Bahia em 2011.

“Não estou me preparando para o Jobson, ele é que tem se preparar para trabalho. Se trabalhar, vai ficar. Se não, vai rodar, como aconteceu no Bahia. O Botafogo não é clínica de recuperação. O Jobson e qualquer jogador têm que respeitar a camisa, a torcida e o trabalho”, afirmou o novo comandante do alvinegro.

Questionado sobre contratações, René afirmou que analisa as possibilidades com cuidado e revelou contatos com Tite, Vanderlei Luxemburgo e Oswaldo de Oliveira para informações sobre atletas.

“Não queremos apenas trazer jogadores, tenho uma lista de mais de 300 oferecidos. Temos que errar o menos possível. Quero jogador com sede, fome, que tenha qualidade e ainda não teve oportunidade de jogar em um grande clube. Não quero jogadores quem ninguém quer. É um processo demorado”, disse.

Ele também elogiou a chegada de Antônio Lopes, novo gerente de futebol do clube, e espera que sua vasta experiência no futebol seja positiva para o Botafogo.

“A chegada do Antônio Lopes agrega pela experiência. A energia que ele tem é incrível”, completou o treinador de 62 anos.

Fonte: Band e Bradesco Esportes