O técnico René Simões foi apresentado pelo Botafogo na manhã desta quarta-feira e já não garantiu a continuidade de Jobson no clube. Ao enaltecer a necessidade de um elenco comprometido, disse que vai avaliar a situação do atacante dispensado por ele no Bahia.

– Vou conversar com ele. Sei de uma história (da época do Bahia). Vamos torcer para que as coisas tenham mudado. Potencial tem. Mas é um contexto. Não pode ser diferenciado porque perde o grupo. Ele é um cara fantástico, gosto dele e não guardo mágoa. Os jogadores problemáticos têm carência afetiva mas no conjunto desarrumam e eu não sou psicólogo – disse René.

O técnico falou ainda sobre a dificuldade de disputar a Série B do Campeonato Brasileiro.

– O jogo é de mais pegada, mais entrega. A Série B é mais agressividade. Precisamos de jogadores que possam dar essa resposta na competição – analisou.

Antonio Carlos Mantuano, vice de futebol do Alvinegro, também esteve presente na apresentação de René e falou sobre a possibilidade da contratação de Loco Abreu. O artilheiro uruguaio, ídolo da torcida do Bota, manifestou o interesse em voltar ao clube.

– Botafogo ficou sensibilizado pela determinação dele de voltar ao clube, mas vamos definir no momento certo – disse o dirigente.

Em seguida, lamentou a saída dos jovens meio-campistas Gabriel e Daniel, que entraram na Justiça contra o clube por conta de salários atrasados.

– São dois bons jogadores. Convido a eles que fiquem aqui. São formados aqui e isso é importante. Que repensem – finalizou.

Fonte: Extra Online