Ano novo, missão velha para o Botafogo. Após reformular o elenco para voltar à Série A do Campeonato Brasileiro, no ano passado, o clube inicia 2016 recheado de caras novas, mais uma vez. Um panorama que representa, para o técnico Ricardo Gomes, a maior dificuldade neste início de trabalho.

— A diferença do Botafogo para os principais rivais (Vasco, Flamengo e Fluminense) é que as bases dos três foram mantidas — compara o treinador alvinegro.

Neste sábado, quando enfrentar o Bangu, às 17h, em São Januário, o Botafogo terá o integrante mais jovem do seu ataque, Luis Henrique, como principal esperança de gol.

Enquanto os maiores rivais contam com artilheiros experientes — Guerrero, do Flamengo, e Fred, do Fluminense, têm 32 anos, e Riascos, do Vasco, 29 —, o Alvinegro vê no garoto de 17 anos sua principal arma ofensiva.

E os outros nomes do setor também não estão muito longe disso: Neilton e Sassá têm, respectivamente, 21 e 22 anos — lesionados, não atuam neste sábado. Caso queira ter mais um atacante em campo, Ricardo Gomes precisará recorrer a Ribamar, de 18.

É prioridade da diretoria contratar ao menos um atacante experiente, mas ainda não se sabe quando os limites financeiros permitirão ao clube finalizar o negócio.

— O elenco não está fechado. Temos bons jogadores, mas precisamos de mais experiência, especialmente na frente — admite o técnico.

Para lidar com a cobrança da torcida, que busca resultados imediatos, Gomes quer “encontrar atalhos”:

— Administrar a torcida é jogar bem. Não fez, segura a pressão. Não dá para criticar o torcedor. Tem que pedir o apoio. No português bem claro, um time raçudo. Time raçudo a torcida apoia.

Os torcedores esperam, ao menos, ver uma equipe mais inspirada do que aquela que perdeu o amistoso para a Desportiva, no último fim de semana.

— Os jogadores estão descansados. Foi muito carregado no Espírito Santo, mas pegamos mais leve nesta semana — diz Gomes: — É claro que o time não está pronto, mas a nossa expectativa é de uma boa estreia.

Ficha Botafogo
Fonte: Extra Online