A missão de Ricardo Gomes não era das mais fáceis: conduzir outra reformulação de elenco no Botafogo, imerso em um cenário de aridez financeira, que se refletiu em reforços pouco animadores. Após dez partidas oficiais na temporada — e nenhuma derrota —, o técnico acredita que está no caminho certo.

— Os três ou quatro primeiros jogos que fizemos não têm nada a ver com os de hoje. Se pegar a derrota para a Desportiva (por 2 a 1, na pré-temporada), então, mudou muito. Evoluímos bastante. Tínhamos jogadores buscando posicionamento, isso não acontece mais, é automático — analisou o treinador.

Os resultados obtidos até aqui — oito vitórias e dois empates — ajudam a manter positivo um ambiente que, há dois meses, exalava desconfiança. Mas, para Ricardo Gomes, mais importante que a invencibilidade no Estadual é a busca por consistência.

— Ainda estamos em fase de montagem do time, por isso insisto em falar sobre a qualidade do jogo. Se não evoluir, vai bem no Estadual, mas no Brasileiro… Vocês conhecem a historia, é bem diferente. Quero o time apresentando um jogo que dê segurança a todos no futuro — alertou o técnico.

Neste domingo, às 16h, em São Januário, além de buscar manter a invencibilidade e a evolução da equipe, o Alvinegro tentará quebrar um jejum que dura seis jogos. Desde agosto de 2013, o Botafogo não vence o Vasco. Na ocasião, Rafael Marques (duas vezes) e o holandês Clarence Seedorf marcaram no triunfo por 3 a 2. André descontou para o Cruz-maltino.

Fonte: Extra Online