Wellington Paulista e Túlio de Melo devem formar o ataque da Chapecoense no confronto de quarta-feira, diante no Botafogo, no Rio de Janeiro. Na entrevista coletiva desta segunda, o técnico Emerson Cris praticamente confirmou a dupla na partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

— Nessa reta final, temos vários jogadores para a mesma função com qualidade para ser titular. Como o Arthur não treinou em virtude de uma amigdalite e o Wellington Paulista já fez essa função, além de ser um jogador importante taticamente, comprometido e uma liderança. Além disso, o Túlio ficou fora do jogo contra Flamengo e Grêmio em virtude de uma lesão e a gente usa um critério. Então é assim que deve ser — explicou Cris.

A partida, aliás, deve marcar o retorno de Túlio de Melo ao time titular. Ele havia assumido a titularidade na 17ª rodada do Brasileirão, na derrota para o Atlético-GO por 2 a 1, após ter marcado o gol da vitória diante do Defensa y Justicia, pela Sul-Americana. Três rodadas antes ele também tinha marcado no triunfo diante do São Paulo.

Depois fez mais três gols no empate com o Bahia (1 a 1), vitória diante do Palmeiras (2 a 0) e derrota para o Cruzeiro (2 a 1).  Essa foi a última partida que Túlio e Wellington Paulista jogaram juntos os 90 minutos. No jogo seguinte, pela Sul-Americana, no empate sem gols contra o Flamengo, os dois iniciaram a partida, mas Túlio foi substituído no segundo tempo. Ele sentiu lesão e ficou fora contra o Grêmio e do segundo jogo contra o Flamengo. Ante a Ponte Preta e o Vasco, só jogou 15 minutos entre os dois confrontos. Agora retorna ao time.

Outra boa notícia é que o lateral-direito João Pedro saiu do departamento médico e iniciou o trabalho de transição. Mas ainda não tem prazo definido para voltar a jogar.

— Esse período (sem jogos) foi muito bom pela intensidade dos treinamentos e pela recuperação dos atletas. Foi bem proveitoso e esperamos que tenhamos uma resposta positiva diante do Botafogo — destacou Cris.

Fonte: Diário Catarinense