Após o título do Campeonato Carioca, a esperança do torcedor do Botafogo está renovada. E como o próximo adversário, o Audax Italiano, é o último colocado do Campeonato Chileno, a confiança da torcida alvinegra é ainda maior. Mas o que faz o time de Loco Abreu, rival do Glorioso nesta quinta-feira, estar tão mal? Leonardo Fuentes, da Rádio Agricultura (CHI), opina.

– No campeonato deste ano, os times que jogaram mais ofensivamente não estão bem. O Everton jogava com três atacantes, ter a bola e ser vertical, assim como o Audax também. O técnico, Hugo Vilches, gosta de atacar com velocidade, pelos lados. O Colo-Colo também não está bem – avalia o jornalista.

O Audax Italiano tem apenas cinco pontos em oito jogos. Uma vitória apenas, sobre o já citado Everton (de Viña del Mar), dois empates e cinco derrotas. São nove gols marcados e 16 sofridos pela pior defesa do torneio. O ídolo alvinegro não vive boa fase nos pés da Cordilheira dos Andes.

– Abreu tem seis partidas, mas ainda não tem gols marcados, por isso é reserva. Está em boas condições físicas. Disse recentemente que não se sentia útil para o time. O técnico lhe valorizou, mas o time realmente não está bem – completou Fuentes.

O adversário do Glorioso tem um time majoritariamente jovem. As exceções são, obviamente, Loco, de 41 anos, o goleiro Nicolás Peric, de 39, e dois outros jogadores com mais de 30 anos.

Fonte: Terra