O Botafogo está literalmente de olho nos grandes nomes do futebol mundial e que já atingiram determinada idade. Após a parceria de sucesso com Clarence Seedorf, o Alvinegro fechou com o japonês Keisuke Honda e quase trouxe também o marfinense Yaya Touré. Em meio a paralisação do futebol brasileiro, a diretoria passou a sonhar agora com o holandês Arjen Robben.

Como surgiu o sonho por Robben?

Ao fechar com Keisuke Honda, o Botafogo estreitou os laços com o empresário Marcos Leite, responsável por intermediar a negociação. Tanto que foi ele também quem fazia o contato e quase fechou com Yaya Touré, o que ainda pode acontecer. O único nome recente que não veio de Marcos foi o nigeriano Obi Mikel.

Na última semana, Leite manteve conversas com o Ricardo Rotenberg, integrante do comitê executivo de futebol. O dirigente sugeriu o nome e Marcos Leite correu atrás. Robben, inclusive, soube do interesse do Botafogo e ficou muito feliz com a situação.

“Para mim, foi o melhor jogador da Copa de 2014. O Messi ganhou porque é o Messi e foi vice-campeão. Mas ele é meu ídolo, acho um grande jogador. Tem o risco porque está muito tempo parado. Sondei, ele soube e me respondeu. Ficou feliz com a procura do Botafogo”, disse Rotenberg em entrevista ao Canal do TF.

Chegada de Robben é vista como quase impossível

A torcida do Botafogo, evidentemente, se empolgou com a possibilidade. A mesma tática que impressionou Honda e Yaya Touré foi repetida. Uma invasão de alvinegros no Instagram do holandês a cada postagem. Há um porém. Robben está aposentado desde julho de 2019.

Por mais que tenha ficado lisonjeado com o interesse do Botafogo, uma retomada de carreira é vista como difícil até mesmo pelo próprio clube. A diretoria entende que colocou as cartas na mesa, mas só poderá avançar se o holandês der algum sinal, o que não aconteceu. No fim do mês passado, o holandês de 36 anos disse, em entrevista ao podcast do Bayern de Munique, que sente saudades do futebol e que pode retornar aos gramados.

E agora?

O Botafogo segue atento ao mercado da bola. Até por conta das várias horas de conversas, Yaya Touré o grande favorito se ainda quiser vir para o clube. As partes envolvidas na negociação mantêm otimismo controlado. É que não há o interesse de inflamar a torcida para uma nova frustração, como ocorreu há alguns meses.

Caso o marfinense realmente decida não vir, o Botafogo tem outros nomes em mente. Um deles é de Obi Mikel. A pedida do nigeriano, no entanto, foi um pouco acima do que a diretoria esperava ouvir e isso teria que ser negociado quando as conversas forem retomadas.

Fonte: UOL